18 de janeiro de 2021
  • 11:31 Acuado, com medo de cair, Bolsonaro convoca o inferno
  • 10:09 Por quanto tempo os brasileiros ainda ficarão reféns da frieza covarde de uma mente assassina?
  • 09:29 Bolsonaro mentiu; não há confirmação de que a Índia fornecerá vacina ao Brasil
  • 22:49 Assista: Em vídeo promocional 2019, Dória oferece o Butantan para privatização a investidores em Davos
  • 21:21 Em mais uma derrota do governo Bolsonaro, menos da metade dos estudantes comparecem à prova do Enem

Militares: Bolsonaro sanciona reforma da Previdência e lei que reestrutura carreira.

Bolsonaro sancionou a Lei 13.954 que reestrutura a carreira militar e dispõe sobre o Sistema de Proteção Social dos Militares. A Lei está publicada na edição desta terça-feira, 17, do Diário Oficial da União (DOU).

Além de tratar da aposentadoria, o projeto de lei reestrutura a carreira dos militares, com aumento de salário e gratificações. A reestruturação deve custar R$ 86,85 bilhões aos cofres públicos.

No aumento das gratificações, o texto prevê reajuste maior nesse adicional para militares com mais cursos e treinamentos, o que, na prática, representa um aumento na gratificação de 73% para generais e de 12% para militares de patente mais baixa.

Esse ponto foi motivo de protestos durante a tramitação do texto na Câmara.

E o general Villas Boas tem a cara de pau de dizer que governo Bolsonaro e militares são coisas separadas, cada qual com seu papel. Tá.

*Da redação

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: