19 de setembro de 2020
  • 21:47 Começa a cair de vez a máscara de Moro, Bretas e de toda a Lava Jato
  • 18:38 PF intima Moro para depor no inquérito dos atos antidemocráticos
  • 17:39 Gilmar Mendes dá cinco dias para Bretas explicar operação contra advogados
  • 16:50 Feitiço contra o feiticeiro: Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
  • 14:20 Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, vai a Roraima discutir a Venezuela

O dólar comercial superou novo recorde intradiário nesta quarta-feira, superando o patamar de R$ 4,63.

O Banco Central (BC) fez duas atuações extraoridinárias no câmbio, mas elas acabaram não sendo suficientes para segurar a disparada da moeda, que agora é negociada a R$ 4,633, com alta de 1,17%.

O Ibovespa (índice de referência da Bolsa de SP) recua 2,01%, aos 105.064 pontos.

Isso, um dia depois de pibeco de Paulo Guedes, aquele que prometia uma arrancada da economia depois que acabou com a aposentadoria dos mais pobres.

Isso significa o óbvio: o que já está ruim vai ficando dramático, pela ocorrência de uma rara combinação de circunstâncias, transformando-se em um desastre, uma situação de crise permanente.

A conferir nos próximos capítulos.

 

*Da redação

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: