18 de janeiro de 2021
  • 10:09 Por quanto tempo os brasileiros ainda ficarão reféns da frieza covarde de uma mente assassina?
  • 09:29 Bolsonaro mentiu; não há confirmação de que a Índia fornecerá vacina ao Brasil
  • 22:49 Assista: Em vídeo promocional 2019, Dória oferece o Butantan para privatização a investidores em Davos
  • 21:21 Em mais uma derrota do governo Bolsonaro, menos da metade dos estudantes comparecem à prova do Enem
  • 17:01 General Pazuello sobre a aprovação das vacinas: Bolsonaro se fodeu! Ponto

Enquanto em Curitiba, empresários fazem buzinaço cultuando a volta ao trabalho dos trabalhadores, os mesmos desfilam com seus carrões, fazendo lembrar uma feira de automóveis de luxo.

Isso mostra que tipo de classe média alta é formada por esse país. Segundo os próprios, eles estão preocupados com os direitos dos trabalhadores de produzirem seu sustento, num dos maiores charlatanismos de classe de que se tem notícia na história.

Uma gente privilegiada se passando por trabalhadora, desfilando com seus automóveis de luxo para exigir que os pobres voltem a trabalhar para engrossar seus privilégios, mesmo diante de uma escolha absolutamente na contramão de mais de 100 países que seguem à risca as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) para o combate ao coronavírus.

Justiça seja feita, Bolsonaro não inventou essa gente, ao contrário, essa gente inventou Bolsonaro para tratar das pessoas em função de sua renda e posição social, o que resultou numa mistura tóxica e explosiva das classes dominantes com as práticas da milícia carioca, representada pelo próprio Bolsonaro.

Esse é o grau de consciência dessa gente com instrução superior e, consequentemente com individualidade superior, querendo instalar o caos no Brasil em nome da ganância e dos privilégios estampados em seus próprios carrões.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. jonas faustino de oliveira Posted on 28 de março de 2020 at 12:27

    Paseata de carro é facil, gostaria q fosse a pé todos abraçados unidos, cantando que se algum funcionario veisse a adoecer , arcaria com as despesas hospitalares e se caso houver alguma obito idenizaria a familia, ai eu ia aplaudir

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: