27 de janeiro de 2021
  • 21:57 Marinha pagou R$ 533 em lata de chantilly e gastou R$ 128 mil em paçoca
  • 18:55 Bolsonaro, sobre o leite condensado, repete a tática contra jornalistas que usou no caso do depósito de R$ 89 mil de Queiroz para Michelle
  • 17:15 Vídeo: Em claro desespero com o escândalo do leite condensado, Bolsonaro manda imprensa para a puta que pariu
  • 16:13 Em ÁUDIO, empresa nega venda de leite condensado na proporção indicada pelo governo Bolsonaro
  • 15:03 Desesperado, Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve na próxima semana

E novamente Bolsonaro solta sua baba de ódio.

Desta vez foi pra responder sobre o número de mortos, vítimas do coronavírus no Brasil.

O cavalão saiu com quatro pedras na mão:
“Ô, cara, quem fala de… Eu não sou coveiro, tá certo?”, rebateu. O jornalista tentou novamente concluir a pergunta, mas Bolsonaro novamente disse: “não sou coveiro, tá?”.

É essa coisa que governa o Brasil.

Na verdade, a pergunta do repórter sequer chegou a ser concluída e o animal golpista, com seu comportamento típico dos maníacos nazistas, mostrou a total falta de respeito com os brasileiros atingidos pela covid-19.

Um sujeito desses não serve pra nada, que fará pra ser presidente. É um genocida, assassino frio no poder, desdenhando do país e matando seu povo.

Como bem disse Natália Bonavides, é um monstro!

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Magda ferreira santos Posted on 21 de abril de 2020 at 08:48

    NÃO É COVEIRO, É ASSASSINO!!

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: