2 de dezembro de 2020
  • 21:14 Brasil tem explosão de casos de contaminação por Covid-19; mais de 50 mil em 24 horas
  • 18:00 Governo Bolsonaro gastou 85% do dinheiro direcionado para o combate à pandemia
  • 17:05 Carol Proner: Sergio Moro é sinônimo de traição nacional
  • 15:24 Está na hora de perguntar quem ganhou e quem perdeu com a organização criminosa Lava Jato
  • 11:55 Vídeo: Moro, depois de destruir o Brasil, vai gozar a vida em Washington

Aonde tem podridão, tem Lava Jato, tem Moro, tem esquema político e corrupção.

Bretas, como todos sabem, é o Moro carioca. Homem de confiança do juiz de Curitiba na capital mundial da milícia.

Juntos, na onda da moral da carochinha, Moro e Bretas elegeram Bolsonaro presidente e Witzel, governador do Rio .

Bretas era padrinho político de Witzel e ardoroso bolsonarista e Moro, trabalhou incessantemente para eleger Bolsonaro.

A foto acima mostra os dois usando avião oficial para assistir à posse de Bolsonaro.

Não só isso. O ex-governador do Rio, Wilson Witzel, nomeou a irmã do juiz Bretas. É exatamente isso que você leu.

Advogada, irmã de Bretas, o Moro carioca, assumiu o cargo de assessora da Controladoria-Geral do Estado. Ou seja, Bolsonaro, Moro, Witzel e Bretas sempre estiveram juntos e misturados num esgoto só.

 

*Da redação

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: