5 de agosto de 2021
  • 13:58 STJ concede liberdade a Paulo Galo, líder dos entregadores de aplicativos
  • 13:35 Bolsonaro ameaça Alexandre de Moraes: ‘A hora dele vai chegar’
  • 12:20 Bolsonaro hostilizou e China reduziu em 74% investimentos no Brasil
  • 10:44 CPI: Assista ao depoimento de Airton Cascavel, número dois informal de Pazuello
  • 10:01 O teatro de Barroso em “defesa da democracia”

Foi o encontro do ego com a vaidade, regado a uma gigantesca hipocrisia moralista.

Vaidade latente, ego levado ao último grau e muitos, mas muitos gases verborrágicos na rasgação de seda, com falsos elogios e um desprezo absoluto pela sinceridade.

Podem até me acusar de falta do que fazer para perder tempo assistindo a um troço desses. Mas tapei o nariz e encarei a parada.

A determinação de Barroso em tentar fabricar um personagem místico do boquirroto tucano, foi coisa para os fortes, porque não deve ser fácil fingir que leva FHC a sério.

Mas Barroso, o entrevistador, persistia com a cena para conseguir o que  desejava, ecoar sua vaidade no ego de FHC.

E não é que Barroso provou que a determinação é a chave do sucesso!

No final da entrevista com valor histórico para o nada, Barroso sacou aquele monte de inutilidades publicadas em livros por FHC, e recebeu como retribuição ensaiada FHC mostrando no vídeo que tinha os livros de Barroso. Lógico, nenhum dos dois teve saco para ler a bobajada que o outro escreveu.

Mas a pessoa, cega de vaidade, expõe sua pior ferida, o ego como o grande guia dos tolos.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: