5 de março de 2021
  • 11:44 Ministério da Saúde prevê até 3 mil mortes diárias por covid-19 em março
  • 10:44 “Pedi pra PF segurar”, disse Deltan Dallagnol sobre ordem de soltura de Lula
  • 10:12 Com quantas laranjas e fantasmas se faz uma mansão em Brasília? É isso que o fedorento espalha bafo tem que responder
  • 21:06 Urgente: Marco Aurélio manda Câmara votar abertura de processo contra Bolsonaro
  • 20:16 Mesmo excluído da mídia, Lula cresce em popularidade digital e Bolsonaro fica estagnado

Não foi uma noite tranquila de sono para a própria voz oficial dos intermúndios da redação da Globo.

Merval, certamente, acordou de um pesadelo de quem dormiu abraçado com um monstro de mil cabeças depois de bancar o terraplanista tardio, revelando pouco apreço pela criatividade em sua narrativa antiglobalista no tribunal da terceira turma da GloboNews.

O homem, ontem, já mostrava sinais de que estava totalmente abobalhado, com uma confissão nada oculta de que tudo o que ele previu, deu errado.

Com inumeráveis patacoadas de quem teve um dia daqueles, tentou criar o conto do Petê, num plágio burlesco do próprio Constantino, replicando fantasias carregadas de miçangas zombando da cara de quem ainda tinha saco para ver o lambe-botas dos Marinho tentar criar uma alma nova para o suposto centro-direita depois do passeio que essa suposta parcela da direita levou tanto de Lewandowski, que detonou a Lava Jato, quanto de Lira que deu sobrevida meia bomba a Bolsonaro.

Merval parecia carregar no bucho uma daquelas lombrigas do tamanho de uma sucuri, tal o tom grave do seu romance antropológico na tentativa de enfiar o PT na derrota da direita.

Enfim, Merval, ontem, era a própria tumba em apoteose reproduzindo, via sobrenatural, as almas penadas em que se transformaram Dória, Huck e Moro, que foram parar no fundo do poço político aonde não penetra uma facho de luz.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197

Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: