14 de maio de 2021
  • 19:06 Lewandowski concede a Pazuello o direito de ficar calado na CPI da Covid
  • 18:19 Áudios inéditos de entrevista a VEJA mostram contradições de Wajngarten
  • 16:32 Gabinete do ódio prova que fake news mata
  • 15:34 CPI da Covid já vê crimes de Bolsonaro na condução da pandemia e pode pedir seu indiciamento
  • 14:05 A CPI está provando que a vida dos brasileiros na era Bolsonaro, não vale nada

Ver Merval Pereira e Vera Magalhães de ressaca depois de se embriagarem de ódio contra Lula, não tem mesmo preço.

Ontem, no Jornal das 10, na GloboNews, deu pena de Merval.

O coitado estava murcho, varado, parecia que o Saci tinha lhe sugado todo o sangue.

O sujeito era um bode só.

Merval, em seu comentário, não falou, assoviou, gaguejou, tropeçou e empapou.

O imortal da Academia Brasileira de Letras, estava morto. Aprisionado em seu próprio mundinho, viu-se só com seus demônios e parecia ter visto um fantasma na rotação que a terra deu lhe trazendo a noite e as trevas.

Já Vera Magalhães, na tentativa de fugir dos pesadelos que teve com a vitória de Lula no STF, sim, aqui é bom abrir um parêntese, tanto Merval quanto Vera não ficaram chateados com a derrota massacrante e definitiva de Moro, que viu a Lava Jato receber o último prego do caixão da república de Curitiba, a ressaca moral de ambos está na vitória de Lula que provocou um profundo desconsolo nos dois.

A poça em que se encontram Vera e Merval está relacionada à vitória de Lula, por isso os dois, depois de tanto suar, ficaram murchos e com a caixola lenta e vazia.

Vera Magalhães não quer nem falar do assunto. Para ela, essa tragédia tirou qualquer possibilidade de justificar alguma coisa. O tranco foi forte e o repuxo, impactante tanto em Vera quanto em Merval, que não fizeram mais do que todo o tipo de molecagem jornalística para pintar Lula como o pior dos seres humanos e atazanar a vida do ex-presidente o máximo que podiam.

Depois do julgamento histórico, os dois nem se remexem no ninho tucano, tal a ressaca de ódio em que se encontram.

Trocando em miúdos, o efeito colateral que o triunfo de Lula no STF provocou em Vera e Merval, foi brutal, daqueles em que os ressaqueados não sabem nem se vale a pena viver.

Como Lula gosta de dizer: chupa que a cana é doce.

Carlos Henrique Machado Freitas

Antropofagista interação – Siga-nos no Watsapp: https://chat.whatsapp.com/C3vFPKeGR4JGwnGrwc6O5F

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Afonso Schroeder Posted on 23 de abril de 2021 at 14:15

    O advogado “Cristiano Zanin Martins” levou seis anos pra verdade ser aceita pelo (STF) vemos alguns meios de “comunicação” relutantes em ventilar a verdade o (STF) 07 a 02 inocentou o ex-presidente (Lula) 100% que apontou os dois chefões criminosos justiceiros da justiça são o ex-juiz-Moro e Dallagnol que devem ir pra cadeia lá confessar seus “amigos-cumplices” dos atos nefastos contra o estadista ímpar (Lula) cadeia já ao ex-juiz-Moro/Dallagnol.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: