30 de setembro de 2021
  • 17:32 Pesquisa Ipespe: Lula está 15 pontos à frente de Bolsonaro e venceria adversários no segundo turno
  • 15:50 Ciro Nogueira deu cargo com salário de R$ 13 mil à esposa de seu secretário-executivo
  • 15:14 Lula obtém sua 20ª vitória na justiça contra Moro e caso do sítio de Atibaia é enterrado
  • 13:21 Vídeo: Em Minas, Bolsonaro é vaiado, escrachado e xingado
  • 10:17 Para chaleirar Bolsonaro, Véio da Havan usou a própria mãe como cobaia do kit cloroquina

Bolsonaro prepara uma festa em que, certamente, estará toda a claque paga com dinheiro público para defender um governo que trabalha contra o povo e em favor de banqueiros e grandes corporações.

O problema dessas figuras como Rodrigo Constantino, Augusto Nunes, Alexandre Garcia, Ernesto Lacombe, Ana Paula do Vôlei, Guilherme Fiuza, entre outros mercenários manjados no projeto cerca frango, é que já é difícil cercar um, imagina centenas quando o galinheiro inteiro desaba.

A coisa é tão séria que a CNN teve que colocar Alexandre Garcia a pontapés para fora da emissora de tanta crítica recebida por sua irresponsabilidade em defender medicamentos bolsonaristas que matam.

Como se isso não bastasse, a criação de inimigos imaginários do governo tem se proliferado e, consequentemente, acaba por provocar trombadas.

Ainda hoje, o despudorado Constantino, esquecendo que o discurso de Bolsonaro é o de que a disparada do preço combustíveis é culpa dos governadores por conta do ICMS, o que por si só já é uma piada ridícula, Constantino resolveu talhar de vez a saliva de quem paga seu cachê, e diz que a culpa é do aumento mundial dos combustíveis.

O rapaz é muito afoito e as redes sociais cobram do lacaio, com gargalhadas, essa atrapalhação em que vive se enfiando para lamber as botas de quem faz aquela graninha bonita cair na conta no dia certinho.

Como defender um governo com a inflação dos aluguéis passando dos 16%?

Falar da alta dos alimentos não tem graça. A escassez de comida na mesa dos brasileiros fala por si.

Com o novo aumento de 9% do diesel, anunciado ontem, já chega a 50% de acumulado no ano. Isso mesmo, o governo do mito Bolsonaro, tão amado pelos caminhoneiros, oferece esse brinde como troca por tanto afeto e apoio que recebeu durante a campanha e durante o seu governo.

O dólar ultrapassa a casa dos R$ 5,40 e, assim, forma um mosaico da hecatombe econômica, sanitária e humanitária que representa os mil dias do trágico governo Bolsonaro. Consequentemente, esse monumento de estupidez só empata em rejeição com o mesmo tempo de governo do seu aliadíssimo Fernando Collor. Aliás, um sujeito que se cercou de lixo, tem como resultado de mil dias, o próprio lixo político em que se transformou.

Além de tudo isso, o verme se aliou ao vírus como nos revela a CPI no caso Prevent Senior, provocando 600 mil mortes por covid e transformando-se numa personalidade tóxica mundial, levando a imagem do Brasil ao período semibárbaro.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica
Agência 0197
Operação 1288
Poupança: 772850953-6
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450. 139.937-68
PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Carlos Henrique Machado

Compositor, bandolinista e pesquisador da música brasileira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Afonso Schroeder Posted on 29 de setembro de 2021 at 17:05

    Bozó é assassino sabotador que humilha diuturnamente os trabalhadores de todo Brasil e pior matou milhares por “NÂO” comprar A Vacina deve ser afastado e ir p/cadeia já ao chefão Bozó.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: