9 de janeiro de 2022
  • 20:37 Nas entrelinhas: É um erro imaginar que Bolsonaro não tenha um Plano B
  • 18:25 Governo destinou R$ 5,7 bilhões do orçamento secreto nos últimos dias de 2021
  • 17:02 Carta de general da Anvisa é histórica e humilhante para Bolsonaro
  • 16:07 Capitólio: não foi “acidente”
  • 12:37 Exército estuda não renovar contrato de militares que recusaram vacina

Antes mesmo dos bolsonaristas e moristas virarem peça de museu, que já está em acelerado processo de se transformação em relíquias inúteis, Bretas é o que sobrou do bolsomorismo e, como tal, carrega duas pesadas cruzes, a de ser o Moro carioca e, ao mesmo tempo, bolsonarista, com direito a fazer parte de eventos evangélicos ao lado de Bolsonaro e Crivella.

Por conta de tudo isso, junto e misturado, o padrinho político de Witzel, começa a arrastar uma bola de ferro amarrada ao pé que carrega todo o mal desse país, toda a desmoralização institucional de que se tem notícia na história da República.

Para quem já dividiu um saco de pipocas com Moro no cinema assistindo a uma peça publicitária esdrúxula da Lava Jato e chegou a ensaiar uma dancinha com Bolsonaro num palanque de Crivella em evento evangélico posando de marombeiro tardio e empunhando metralhadora como os componentes do clã, Bretas virou a bola da vez e vê seu chão desaparecer com uma tempestade de anulação de suas sentenças na Lava Jato, consideradas totalmente ilegais e imorais pelos tribunais superiores.

O nome disso é ressaca, mas pode chamar de refluxo azedo, sobretudo para quem carregou uma ambição política que virou um fardo. O que era mão, virou contramão. O que parecia prestígio, agora é considerado indecência dentro do próprio sistema de justiça do Brasil.

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197
Operação: 1288
Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Carlos Henrique Machado

Compositor, bandolinista e pesquisador da música brasileira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: