14 de agosto de 2022
  • 11:54 Vídeo: com adesivaço pró-Bolsonaro, loja de armas promove sorteio de pistola
  • 08:30 Lula conquista 26ª vitória na Justiça; veja todas
  • 18:32 Bolsonaro diz que rachadinha é ‘meio comum’
  • 17:38 Por interferência, delegado do caso Milton Ribeiro pede ao STF a prisão da cúpula da PF
  • 16:52 Vídeo: Em entrevista, advogado do “hacker” Delgatti, conta como foi encontro com Zambelli

“Não é uma fé inteligente colocar a saúde em risco”, disse a modelo em live realizada em seu canal do Youtube.

Andressa Urach usou seu canal do Youtube para fazer um desabafo a respeito das crises do transtorno de Bordeline que vem enfrentando.

Na rede social, a modelo culpou a Igreja Universal pela piora dos sintomas. “Tinha uma fé burra, achava que poderia ser demônio”, declarou.

“Durante muitos anos eu resisti ao tratamento médico, minha mãe e meu marido não aceitavam a minha doença. Eu passei seis anos na igreja e passei por uma decepção muito grande com eles”, disse ela durante a live.

“Sabe quando algo é sua razão de viver? Essa ruptura, esse mal que aconteceu, quase me levou à loucura”, desabafou. “Eu me entreguei demais, e tudo que é demais é ruim na nossa vida. Precisa ter equilíbrio. Eu mergulhei no fanatismo da religião e me excluí do mundo”, revelou ela.

Ela contou, ainda, que tinha medo de procurar ajuda médica por acreditar que alguns problemas e doenças seriam demoníacos. “Eu sei que existe o mundo espiritual, acredito nisso, mas nem tudo são espíritos. Tem coisa que realmente é o nosso corpo, nosso organismo e nossas células”, afirmou.

Andressa revelou que nunca se medicou. “Eu continuo amando Jesus e acredito em milagres, mas nem sempre eles acontecem. Então, não é adequado não tomar medicação, não é uma fé inteligente colocar a saúde em risco”, avaliou ela.

“Tudo isso, quando a pessoa está na igreja, pensam que é demônio. Deixa a pessoa pior ainda, como se você nunca fosse bom o suficiente para alcançar Deus. A gente é tachado como endemoniado e louco. Fiquei por muito tempo com medo de Deus me castigar por ser assim, ter um turbilhão de emoções. Nem Jesus coloca esse fardo sobre e gente”, concluiu ela.

*Com informações do Correio Braziliense

Siga-nos no Telegram

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197
Operação: 1288
Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: