28 de julho de 2021
  • 19:55 Pesquisa mostra Ciro Gomes, com 3,3%; está dando certinho sua campanha de ódio contra Lula
  • 17:16 Dallagnol e esposa compram segundo apartamento em condomínio de luxo de Curitiba
  • 16:13 A prisão de Paulo Galo e o perigo do juiz da esquina
  • 15:37 Justiça decreta prisão temporária de Paulo Galo, dos Entregadores Antifascistas, por fogo na estátua de Borba Gato
  • 14:13 A inovadora parceria entre o iFood e as milícias

Esse diálogo, que demorou 17 segundos, reflete bem a conduta de Trump perante Bolsonaro. Aquele ser inferior por natureza, destinado a passar vergonha no corredor da ONU, além do que passou na tribuna, buscando um relacionamento de mão única, focalizando em Trump uma boia salva-vidas que lhe foi negada em tempo recorde.

O recado foi claro, a relação de Bolsonaro com Trump não é recíproca, no máximo, Bolsonaro pode servir e obedecer ao seu senhor, considerado por ele um ser superior de cunho patriarcal.

O que vimos foi um servo buscando sincronicidade com o senhor num diálogo sem nexo, tanto que Trump sequer sabe a língua falada por Bolsonaro dentro de um quadro tragicômico determinado pelo poder político que Trump tem e que Bolsonaro não tem.

Por isso, aquele momento ficará para a história, pois focaliza o diálogo entre o provinciano e o imperador, acontecendo em pleno corredor da ONU.

Há nesse comportamento preconizado por Bolsonaro o espelho da própria elite brasileira, que sempre teve ânsia em tratar as autoridades norte-americanas como senhores, num suplício rastejante.

Na realidade, Trump condenou Bolsonaro à sua insignificância, jogando-o à margem das relações com chefes de Estado, na tentativa artificial de Bolsonaro afirmar-se politicamente usando a tribuna, depois o corredor da ONU para uma aproximação não correspondida por Trump, traduzida num seco, curto e grosso adeus em italiano.

 

*Por Carlos Henrique Machado Freitas

 

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Lela Posted on 25 de setembro de 2019 at 23:11

    É tão triste que chego a sentir pena deste ser que abomino

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: