1 de outubro de 2021
  • 09:26 PGR diz ao STF que Bolsonaro é o responsável pelas convocações de atos antidemocráticos
  • 21:35 Vídeo: Senador Contarato detona depoente bolsonarista homofóbico
  • 17:32 Pesquisa Ipespe: Lula está 15 pontos à frente de Bolsonaro e venceria adversários no segundo turno
  • 15:50 Ciro Nogueira deu cargo com salário de R$ 13 mil à esposa de seu secretário-executivo
  • 15:14 Lula obtém sua 20ª vitória na justiça contra Moro e caso do sítio de Atibaia é enterrado

Deputada disparou ainda contra Eduardo Bolsonaro: “Não posso compactuar com golpes brancos, nem com o uso do Palácio para pressionar deputados e fazer a vontade de um filho mimado. Essas ações podem levar o presidente e o Brasil a ruína”.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi retirada por Jair Bolsonaro da liderança do governo no Congresso na última quinta-feira 17, mas saiu atirando. Neste sábado 19, ela postou uma série de tuítes contra o governo, pelos quais chamou Eduardo Bolsonaro de “mimado”, disse que as atitudes do chefe do Planalto podem levar o Brasil à ruína e indicou que revelará podres da estrutura e da família: “saberão de tudo em breve”.

Joice também falou em “puxa-sacos” que ficam ao redor de Bolsonaro “aplaudindo ações” prejudiciais ao governo e ao país, mas que ela não faz parte disso. Em resposta a um crítico, que destacou perda de seguidores da parlamentar após o que seria uma “facada nas costas” de Bolsonaro, ela rebateu duramente: “É facada Ñ concordar com um golpe burro p/ dar de presente do dia das crianças a liderança para o filhote nem-nem? Ou discordar de achaque a deputados?”.

Em uma outra mensagem, direcionada ao aliado do governo Xico Graziano, ela se defendeu e afirmou que “saberão de tudo em breve”. A deputada anunciou que fará uma live neste domingo 20 à noite “para conversarmos OLHO NO OLHO sobre o que está acontecendo”.

Confira suas postagens:

 

 

*Com informações do 247

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES

5 COMMENTS

  1. ROBSON Posted on 19 de outubro de 2019 at 18:17

    fala como se não fizesse parte da quadrilha, vagabunda

    Reply
  2. Gustavo Miranda Coutinho Posted on 19 de outubro de 2019 at 19:31

    Li que ela vai ser a entrevistada do Roda-Viva desta segunda, Tomara que seja pra jogar a última pá de cal no túmulo do governo bolsonaro.

    Reply
  3. Emilio Le Roux Posted on 20 de outubro de 2019 at 18:56

    Pois é, Joice, tem gente rápida e tem gente lerda. Quem achou que o Bolsonaro ia “salvar o país” é gente lerda. Você foi lerda, e como tantos outros queria muito acreditar no “milagre Bolsonaro”.
    Mas… no fundo era só olhar pra ele, para a carreira e os filhos, para as falas dele durante toda a vida, para deduzir que não prestava pra nada. Só espero que esse surto de lerdice e ignorância acabe logo.

    Reply
  4. luis eustaquio coelho Posted on 28 de outubro de 2019 at 19:01

    Ela fala como se não fizesse parte de toda essa lama podre e fétida que ela mesma ajudou a construir.

    Reply
  5. Rafael Santiago Gregório Posted on 29 de outubro de 2019 at 09:33

    Esse discurso é velho e já bem conhecido: Collor (livro bomba), Cunha (livro bomba), … Vai escrever um livro que nunca será publicado?

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: