25 de setembro de 2020
  • 22:05 Lula: um país sério primeiro alimenta seu povo, depois vai exportar
  • 20:37 Quem paga tudo com dinheiro vivo como o clã Bolsonaro, é contraventor
  • 18:45 “Deixa o gado pastar que evita o fogo”, diz Alexandre Garcia sobre incêndio no Pantanal
  • 16:36 Por unanimidade, TRE-RJ decide, Crivella está inelegível até 2026
  • 14:20 Vídeo – Discurso de Lula no evento internacional em parceria com a ONU: “Depende de nós acender a luz nas trevas”

Depois do atentado terrorista que matou o general iraniano Qassem Soleimani no aeroporto de Bagdá na noite desta quinta, a mando de Trump, um novo ataque no norte do país deixou mais seis mortos.

O Iraque sofreu um novo ataque aéreo na noite desta sexta-feira 3, praticamente 24 horas depois de um atentado terrorista matar, por meio de um míssil disparado por um drone, o general iraniano Qassem Soleimani nos arredores do aeroporto de Bagdá.

O novo ataque deixou seis pessoas mortas e aconteceu no norte do país. Entre os mortos estaria um dos líderes do grupo Hashed al-Shaabi, de acordo com informações de agências internacionais.

“Ataques aéreos atingem o comboio da milícia iraquiana ao norte de Bagdá, matando seis pessoas, disse uma fonte do exército iraquiano”, informou a Reuters pelo Twitter.

O atentado que matou o general foi ordenado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O governo do Irã já prometeu se vingar, ‘no tempo e no local certos’. Trump alegou estar evitando uma nova guerra, uma vez que, segundo ele, o general mataria americanos.

 

 

*Com informações do 247

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: