12 de junho de 2021
  • 21:51 Brizolistas encontram-se com Lula: “Trabalhismo de verdade se soma à luta de Lula e do PT na defesa dos direitos do povo”
  • 20:11 Militares planejam se manter no poder ‘com ou sem Bolsonaro’, diz coronel da reserva
  • 17:24 Policiamento de motociata de Bolsonaro custou R$ 1,2 milhão, diz governo
  • 16:04 Lula já prepara um novo bombardeio contra Moro nos tribunais
  • 14:24 Vídeo – Lula garante derrota do “genocida que está no poder” em 2022

Atriz faz tutorial de make politizado e explode na web com tanta criatividade.

Um vídeo de tutorial de maquiagem, com dicas de produtos bem simples e com um jeito despretensioso, ganhou as redes sociais pelo tom político e irônico da atriz Maria Bopp que, no conteúdo, se apresenta como a “Blogueirinha do fim do mundo”.

Ensinando a usar corretivo espalhando no rosto “como se espalha fake news no WhatsApp da família” e fazendo referências a declarações e ações recentes do cenário político brasileiro, Maria já alcançou quase 190 mil visualizações no vídeo disponível no IGTV, do Instagram.

A primeira fase da “make rápida”, diz a “Blogueirinha”, começa com prender o cabelo. “Tem que prender bem assim, com convicção, mas sem provas, tá?”, ironiza a personagem.

A mensagem é em referência à frase que virou meme durante a denúncia contra Lula na Operação Lava Jato (que, na verdade, à época, não foi pronunciada por nenhum procurador sequencialmente, mas por dois agentes diferentes, que usaram “convicção” e “não ter provas cabais” em pronunciamentos sobre o tema).

Em outro momento, a “Blogueirinha” reclama de espinhas em sua pele do rosto e sugere o uso de corretivo para cobrir o que pode ser visto como indesejado. “Cobre espinha, cobre escândalo de corrupção, cobre a ligação com a milícia…”, sugere.

Já o blush usado por ela tem “a textura da impunidade dos crimes cometidos pela policia, como parte da política de genocídio do Estado”.

No texto para chamar para o tutorial, ela ainda propõe uma “polêmica”: “Vocês preferem quando eu ensino uma make rápida ou quando a Polícia Federal inocenta o filho do presidente de seus crimes? Uma escolha difícil, né?”.

Assista:

 

 

*Com informações do Uol

 

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: