5 de março de 2021
  • 16:24 Defesa de Lula desiste de habeas corpus e dá um nó tático na estratégia de Fachin
  • 15:47 Uma página lamentável na história do judiciário brasileiro. “Alô, Jungmann, aqui é a Carminha!”
  • 14:42 A meta de Bolsonaro é matar 3 mil brasileiros por dia
  • 11:44 Ministério da Saúde prevê até 3 mil mortes diárias por covid-19 em março
  • 10:44 “Pedi pra PF segurar”, disse Deltan Dallagnol sobre ordem de soltura de Lula

O STF derrubou, por unanimidade, trechos da Medida Provisória 928, decretada em março por Bolsonaro para restringir a Lei de Acesso à Informação (LAI), criada por Dilma.

Todos os ministros votaram de acordo com o relator, Alexandre de Moraes, que suspendeu as mudanças promovidas por Bolsonaro.

As alterações na LAI que Bolsonaro queria, previam que, durante o período de vigência do estado de calamidade pública, órgãos federais poderiam ignorar prazos de respostas a pedidos de informações enviados pela LAI.

Entidades, organizações e especialistas em transparência pública criticaram fortemente a MP do governo Bolsonaro, classificando-a como “equivocada”, “desproporcional” e “desnecessária” isso para não dizer trapaceira.

Dilma criou a Lei para dar transparência à administração pública, o que incomoda e muito a gangue de Bolsonaro e o próprio miliciano.

 

*Da redação

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: