16 de janeiro de 2021
  • 21:34 O beiço que a Índia deu em Bolsonaro é mais um capítulo do seu total isolamento internacional
  • 18:49 O Astronauta de Bolsonaro descobriu a vacina do dia D e da hora H
  • 16:32 A Primeira-dama de Bolsonaro
  • 15:23 Bolsonaro merece um tribunal de Nuremberg
  • 14:45 Desde novembro governador do Amazonas sabia que oxigênio de hospitais era insuficiente

Essa poupança robusta a que o presidente do Banco Central se refere, Lula e Dilma deixaram de herança para os governos do golpista Temer e do fascista Bolsonaro, e foi escancarada por Flávio Dino em plena Globonews e os entrevistadores da casa, engoliram seco a verdade dita, de maneira direta e sem rodeios, pelo governador do Maranhão.

Roberto Campos Neto, nesta quinta (21), falou em amplo espaço para venda das reservas de US$ 343 bilhões, sem citar que são reservas internacionais acumuladas nos governos Lula e Dilma e que estão sendo queimadas por Bolsonaro.

Em março de 2016, em pleno processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, as reservas somavam US$ 372 bilhões.

Por isso Roberto Campos Neto, afirmou que a autarquia tem espaço amplo para a venda de reservas internacionais e poderá aumentar sua atuação no câmbio, caso seja necessário.

Ou seja, sem as reservas deixadas por Lula e Dilma, o país já estaria quebrado.

Mas o que foi e continua sendo vendido para a sociedade de maneira criminosa pela mídia e pelos partidos neoliberais?

Que o PT quebrou o Brasil.

Isso é uma campanha contra o PT?

Sim, é, mas é uma campanha ainda pior por sabotar as informações reais para que o povo seja saqueado pelas classes dominantes.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: