5 de outubro de 2021
  • 18:42 “Dólar alto é bom”: falas de Guedes coincidem com variação cambial que lhe garantiu lucro
  • 17:39 Ações do Whatsapp e Facebook caem 5% com queda que já dura 5 horas.
  • 16:18 Como o maior escritório de advocacia dos EUA cria offshores para Apple, fabricante de armas e políticos
  • 14:09 Mídia não dá um pio sobre as offshores de Guedes e Roberto Campos; fosse Lula, as manchetes seriam garrafais
  • 12:20 Offshores de sócios da Prevent, MRV, Riachuelo e mais 17 maiores empresas do Brasil são reveladas pela Pandora Papers

Roberto Jefferson, certamente, é um dos piores troços que surgiram na política brasileira nas últimas décadas. O camarada é apresentado à sociedade como advogado do povo no programa “O povo na TV”, dirigido por Wilton Franco, especialista em mundo cão. Daí para fazer carreira política, foi somente um passo.

Proprietário do PTB, Jefferson é o protagonista da farsa do mensalão, quando o Supremo se deu ao desfrute de se transformar num programa de auditório, sobretudo na performance circense de Joaquim Barbosa que, sem qualquer prova, condenou Zé Dirceu e Genuíno, que eram alvos daquela panaceia moralista da velha mídia tucana, que hoje já prepara terreno para lançar o terceira via, BolsoDória, que encampou o projeto de utilizar o judiciário como ferramenta política para criminalizar a política, mas sobretudo o Partido dos Trabalhadores, em nome dos interesses da oligarquia.

Jefferson ficou conhecido no país por defender a ferro e fogo Fernando Collor de Mello e, pego em grossa corrupção nos Correios, criou uma das fábulas mais grotescas chamada mensalão que serviu como base de uma oposição que não tinha discurso para enfrentar o governo Lula e abraçou a histeria falso moralista que pretendia destruir o PT, mas acabou se transformando numa espécie de bomba do Rio Centro que explodiu no colo dos tucanos que, hoje, não existe mais como representação política, principalmente, depois do país inteiro ver o mesmo Aécio, junto com Cunha e Temer, que patrocinou o golpe em Dilma, sendo pego numa filmagem pedindo propina à JBS.

Jefferson é o lixo tóxico de tudo isso e, vendo que o PTB se encontra na bacia das almas, transforma-se em apoiador de ocasião de Bolsonaro de olho no ministério do Trabalho que está sendo recriado para que o PTB não suma de vez do mapa.

Então, ele grava esse vídeo ameaçando de morte o embaixador chinês, com duas armas de grosso calibre, ao estilo traficante ou miliciano, de forma racista, incitando os bolsonaristas a fazerem o mesmo contra a embaixada da China no Brasil.

Só aí neste vídeo ele comete vários crimes e nada tem a ver com liberdade de expressão.

Por este vídeo e tantos outros com a mesma essência criminosa, Bob Jef, virou vizinho de cela do Dr. Jairinho em Benfica e ali ficará por um bom tempo.

Assista:

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: