22 de maio de 2022
  • 11:59 Após 665 mil mortes, Queiroga dirá na OMS que Brasil acertou na pandemia
  • 10:43 É preciso remover o bolsonarismo no 1º turno, porque ele é o chorume do lixo da Globo
  • 16:23 Não sei se Duvivier foi bem no debate, mas sei que Ciro foi mal
  • 11:15 Sem abrir vagas suficientes, prefeitura deixa 15 mil pessoas no frio das ruas de São Paulo
  • 10:12 Elon Musk: “Vamos dar golpe em quem quisermos! Lide com isso”

Existem ratos e existem camundongos. Esse sujeito, justiça seja feita, não cabe sequer nessas categorias, tal a capacidade de reivindicar para si o pior excremento da mídia brasileira.

O camarada alcançou um certo grau de mau-caratismo que não cabe mais estar na lista das piores figuras do jornalismo de aluguel, tão comum na mídia desse país.

Tratado como resto do resto pelos próprios bolsonaristas, o mais lacaio dos bajuladores de Bolsonaro, comprometido com o próprio contracheque, tentou de forma humilhante explicar para o gado qual o significado de sua entrevista com Sergio moro na forma com que fez.

Acostumados a ver esse lixo que comanda o Pingo nos Is, fazer os piores discursos de ódio da mídia, se assustaram ao ver como Augusto Nunes tratou Sergio Moro, hoje desafeto e concorrente de Bolsonaro, pois esperavam dele uma única forma de tratar um outro vigarista de quem Nunes não consegue esconder que é fã, justamente por ter prendido Lula sem qualquer prova de crime.

O resultado disso está no vídeo, o cara se explicando para alcançar clemência do gado bolsonarista, numa conversa rastejante para pedindo perdão para  um bonde de idiotas que não tem paralelo na história do Brasil.

Não deixa de ser gratificante ver esse troço chamado Augusto Nunes numa condição tão humilhante, tão degradante, porque sabemos exatamente de quem se trata.

Confira:

https://twitter.com/philliphonorato/status/1504075171770126343?s=20&t=uYSUl7DUDUyFOxyhJUOvsw

Siga-nos no Telegram

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso.

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Carlos Henrique Machado

Compositor, bandolinista e pesquisador da música brasileira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: