18 de maio de 2022
  • 09:23 Bolsonaro ajuíza processo contra Moraes no STF por abuso de autoridade
  • 22:29 Privatização da Eletrobras: ministro do TCU Vital do Rêgo dirá em seu voto que estatal está sendo ‘saqueada’
  • 21:31 Bolsonaro segue dando o golpe do golpe para não falar da inflação descontrolada que está massacrando o povo
  • 18:48 CASSADO: Alesp cassa mandato do deputado Mamãe Falei, Arthur do Val, que fica inelegível
  • 17:01 Vídeo: Em Sergipe, Bolsonaro ouviu gritos de “Lula”

Após encontro com Sergio Moro, Eduardo Leite mostra disposição em compor uma chapa presidencial com a senadora Simone Tebet.

O ex-juiz Sergio Moro, agora filiado ao União Brasil na esperança de ser candidato a presidente da República em 2022, usou a sexualidade de Eduardo Leite (PSDB) para desestimular a candidatura presidencial do tucano. É o que revela a coluna da jornalista Andreia Sadi, no G1, nesta segunda-feira (4).

Segundo Sadi, no último encontro entre Moro e Leite, os dois políticos levantaram “os pontos fracos e temas que podem render rejeição aos presidenciáveis“. Leite disse que Moro carrega a chaga da Lava Jato: de um lado, é rejeitado pelo eleitorado simpatizante do PT, pelo abusos praticados contra Lula; de outro lado, é considerado “traidor” pelo bolsonarismo mais radical.

Moro, por sua vez, apontou que a rejeição de Eduardo Leite viria do fato do ex-governador do Rio Grande do Sul ter revelado que é homossexual. Na visão de Moro, o eleitorado brasileiro é muito conservador e não viria um candidato gay com bons olhos. Leite afirmou à jornalista que “tudo tem ônus e bônus na vida pública” e que a coragem de ter falado publicamente sobre sua sexualidade pode gerar pontos a favor.

Trecho do artigo da jornalista política Andreia Sadi, no G1, sobre o encontro entre Sergio Moro e Eduardo Leite.

Após encontro com Moro, Leite disse em entrevista a uma rádio, na manhã desta segunda, que aceitaria compor uma chapa com a senadora Simone Tebet, pré-candidata do MDB à Presidência, “se for o caso”.

Tebet e Leite têm a mesma visão: para eles, Moro tem muita rejeição e pode prejudicar o crescimento da terceira via se insistir em ser a cabeça da chapa presidencial, sem provar que tem viabilidade.

*Com GGN

Siga-nos no Telegram

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: