23 de setembro de 2020
  • 12:18 Mundo quer distância do Brasil de Bolsonaro. Fuga de dólares e investidores internacionais é recorde
  • 11:03 Para quem acha que a escravidão foi boa para os negros, culpar os índios pelos incêndios na Amazônia, seria fatal
  • 09:59 Depois do discurso delirante de Bolsonaro na ONU, a ressaca. Relatório prevê déficit de 861 bilhões no Orçamento
  • 22:26 Após 5 anos, Lava Jato admite o que sempre soube, palestras de Lula eram legais
  • 19:57 Bolsonaro dá vexame na ONU, dólar sobe, investidores fogem do Brasil e país perde acordos internacionais

Peso Real, sim, este é o nome  de uma possível moeda comum entre Brasil e Argentina.

Após encontro com empresários em Buenos Aires nessa quinta-feira (6), Bolsonaro e Paulo Guedes disseram que Brasil e Argentina pretendem criar moeda única.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, no Twitter, fez críticas questionando: “será? Vai desvalorizar o real? O dólar valendo R$ 6,00? Inflação voltando? Espero que não.

Brasil e Argentina, com Jair Bolsonaro e Maurício Macri, se alinham politicamente na extrema-direita, sendo assim, não é de se estranhar que também se alinhem nas políticas macroeconômicas a ponto de se chegar a uma moeda comum.

Como Macri está perdido na condução da Argentina, com uma crise econômica de não fazer inveja, está se agarrando a qualquer fio de linha.

Quando pensamos ter visto de tudo, deparamo-nos com um grande engano.

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: