4 de março de 2021
  • 23:23 Coincidência?: Ex-dono da mansão de Flávio namora assessora de juiz do STJ que anulou provas da rachadinha
  • 19:54 Ontem Bolsonaro comemorou 1.726 mortes com leitão e gargalhadas. Qual será o cardápio macabro com quase 2 mil mortes?
  • 19:08 O preço do negacionismo: Brasil registra 1.910 mortes em 24 horas
  • 17:10 MPF queria dar imunidade a executivo e usar delação para investigar defesa de Lula
  • 15:21 CGU impõe 2 anos de ‘mordaça’ a professores em troca de suspensão de processo por críticas a Bolsonaro

Segundo o ex-deputado federal do PT-RJ e ex- presidente da OAB, Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio de Janeiro, Wadih Damous, “Moro não teria do que se queixar, seria o padrão Lava Jato inventado por ele”.

“A decretação da prisão preventiva de Sérgio Moro obedeceria aos requisitos previstos no art. 312, do Código de Processo Penal. Cabe lembrar, aliás, que por muito menos ele prendeu centenas de pessoas. Moro não teria do que se queixar: seria o padrão Lava Jato inventado por ele”.

Não é só Wadih Damous, além dele o cientista político Alberto Carlos Almeida também defende a prisão de Moro, conforme postou nas redes sociais.

Segundo ele: “Já existem os pressupostos para a prisão preventiva de Sérgio Moro, pois neste momento ele pode estar destruindo provas”.

Ele afirma ainda que as conversas trazidas à tona pelo site The Intercept Brasil mostram a fraude processual que impediu Lula de concorrer ao pleito de 2018: “Nada mais escandaloso que isso!

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: