5 de julho de 2020
  • 23:21 Como a Lava Jato escondeu do governo federal visita do FBI e procuradores americanos
  • 19:55 #EraMelhorComPT chega aos trending topics do Twitter
  • 15:59 Lava Jato de SP usa Serra como boi de piranha no embate com procurador-geral
  • 14:27 Covid-19: Dados do SUS revelam vítima-padrão de Bolsonaro, homem, pobre e negro
  • 12:18 Verba de combate à Covid-19 vira moeda de troca de apoio ao governo no Congresso

Leo Pinheiro resolveu “depor” contra Lula na Folha com um conjunto gritante de contradições, deixando um rastro das pegadas do próprio Moro.

Não sei quem teve essa infeliz ideia de soprar para Moro, um dia depois de desmascarado pelos deputados na CCJ da Câmara, que ele deveria usar seus velhos métodos de pressão sobre um prisioneiro da Lava Jato para que ele “confessasse” o que Moro queria.

Na verdade, Moro usou uma pulga magra de Palocci, com aquela delação forçada, para dar as suas mordidelas na imagem de Lula. Como não deu certo, resolveu usar o próprio Leo Pinheiro, dono do triplex, para produzir “novidades” tanto no apartamento quanto no sítio.

Moro está tentando construir sua sobrevivência, ratificando o que o site The Intercept Brasil vem denunciando sobre a sua conduta. Ele é um grosseiro manipulador que, no desespero, tenta construir testemunhas a seu favor, utilizando justamente aquilo do que está sendo acusado: pilantragem jurídica.

Assim fica fácil mostrar a todos a parva mentira que é Sergio Moro, porque, depois dessa carta, ficam claras  as digitais de Moro na caneta de Leo Pinheiro.

 

*Por Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: