17 de setembro de 2021
  • 20:03 Datafolha: Rejeição de evangélicos a Bolsonaro cresce e chega a 41%
  • 19:18 Vídeo: Zé Dirceu e Mourão convergem num ponto, garantir a posse de Lula, caso seja eleito
  • 18:57 Estudantes, gays, jovens e negros são os que mais rejeitam Bolsonaro
  • 17:25 Datafolha: Reprovação de Bolsonaro bate novo recorde
  • 16:39 Como Bolsonaro é sinônimo de crise e resultados de pesquisas só pioram, XP muda data de divulgação

Mensagens atribuídas a Moro motivaram acusações de suspeição contra o ministro da Justiça.

BBC – O advogado Ariovaldo Moreira, defensor de Gustavo Henrique Elias Santos, um dos presos pela Polícia Federal (PF) na Operação Spoofing, deflagrada em 23 de julho, última terça-feira, afirmou à BBC News Brasil que seu cliente tem informações a dar sobre a investigação e que o caso “não tem nada a ver” com a publicação de diálogos atribuídos ao ex-juiz e ministro da Justiça Sergio Moro e ao procurador Deltan Dallagnol pelo site The Intercept Brasil.

“Ele vai dizer o que sabe a respeito. Ele não tem envolvimento e, se alguém tem envolvimento, ele vai contar a verdade. Não vai se prejudicar por outras pessoas”, disse Moreira, que chegou nesta quarta-feira, 24 de julho, à Brasília para acompanhar o depoimento do cliente, na sede da PF na capital federal.

Como agiram os suspeitos de invadir o celular de Moro, segundo investigação
Recebo advogados e procuradores, mas obviamente não darei conselhos a ninguém, diz juiz Marcelo Bretas

No despacho em que autoriza a prisão temporária de Santos e de outros três suspeitos, o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira não cita Dallagnol como um dos possíveis alvos da ação criminosa dos quatro suspeitos.

Juiz federal Vallisney de Souza Oliveira não cita Dallagnol como um dos possíveis alvos da ação criminosa de presos da Operação Spoofing.

Isso indicaria que o vazamento apurado pela PF na Operação Spoofing não tem ligação com a eventual invasão à conta de Telegram de Dallagnol.

As mensagens atribuídas a Moro e aos procuradores da Operação Lava Jato motivaram acusações de suspeição contra o ministro da Justiça e de conduta imprópria dos investigadores.

Moro teve de se explicar no Congresso, e sua conduta deve ser avaliada pelo Supremo Tribunal Federal. Em paralelo, a PF abriu investigação sobre a possível invasão de celulares das autoridades.

 

*Da BBC

 

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. afonso Schroeder Posted on 25 de julho de 2019 at 20:12

    Juízes e Promotores vão ter que pagar pelos crimes e anulação com liberdade já e processos indevidos extintos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) e afastamento com punição de todos que descumpriram a Constituição/88 no julgamento.
    Repórter Glenn Greenwald da INTERCEPT suas informações verdadeiras ao povo brasileiro. No Brasil temos justiceiros na “justiça e melecianos” em Brasilia descumpridores da constituição 88 e mentiroso lamentável devem ser afastados das funções públicas já.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: