13 de maio de 2021
  • 19:12 Sem terno, sem gravata, Flávio Bolsonaro deve ter saído às pressas a mando do Planalto para travar a CPI
  • 18:29 Datafolha: Lula dispara e chega 41% e Bolsonaro 23%
  • 16:14 Áudio: Veja publica áudio que prova que Wajngarten mentiu na CPI
  • 15:40 CPI encontra primeiro crime de responsabilidade de Bolsonaro
  • 14:15 Profissionais de saúde vão a órgão da OEA por “crimes” do governo Bolsonaro

Há cinco meses, Eduardo Bolsonaro blinda amiga de explicar contratos espúrios

Fora dos holofotes desde que foi demitida da Apex, Letícia Catelani ainda tem contas pendentes com a Câmara. Na terça-feira completou cinco meses que o requerimento para que ela seja ouvida na Comissão de Relações Exteriores da Câmara foi aprovado.

Aécio Neves (PSDB/MG), Arlindo Chinaglia (PT/SP) e Rubens Bueno (Cidadania/PR) alegaram que ela precisava dar explicações sobre sua declaração de que teria sido demitida porque não cedeu à pressão do governo pela manutenção de “contratos espúrios”.

E por que ela não depôs à Comissão? Porque o presidente, Eduardo Bolsonaro, que é muito próximo de Catelani, ainda não pautou a sua convocação.

 

 

*Lauro Jardim

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: