5 de dezembro de 2020
  • 10:12 Gabinete do ódio, o ministro Moro sabia de tudo e nada fez
  • 21:44 Valor Econômico: PIB per capita deve levar dez anos para voltar ao nível do governo Dilma em 2013
  • 19:50 Youtuber bolsonarista revela acesso a bastidores no Planalto
  • 17:33 Ex-presidente do STF se diz perplexo com manobra da Corte a favor de Maia e Alcolumbre
  • 14:50 Vídeo: Precisamos falar do gabinete do ódio de Ciro Gomes

Para quem não sabe ou nunca prestou atenção, um passo largo corresponde a um metro, o que significa que Bolsonaro não só morava no mesmo condomínio, como na mesma rua e a 50 metros de Ronnie Lessa, o assassino de Marielle. Ou seja, a 50 passos.

Como foi dito pela Folha, “da varanda da casa de Ronnie é possível ver o quarto da filha de Bolsonaro,”

O filho mais novo de Bolsonaro namorou a filha de Ronnie Lessa, mas ele jura de pés juntos que não tinha a menor ideia de quem é o miliciano, nunca tinha visto e nem ouvido falar.

Isso, para uma pessoa comum, já não seria verossímil, mas no caso de Bolsonaro é uma história que não desce pela goela de ninguém. E a coisa começa a assumir aspectos mais relevantes quando Bolsonaro encena o desconhecimento de um miliciano sendo ele, praticamente, um paraninfo da milícia carioca.

Ninguém chegaria de graça a uma conclusão de que ele está de alguma forma envolvido com o assassino de Marielle. Afinal, Queiroz, o seu faz tudo, que Bolsonaro fez o possível para que não fosse encontrado, é miliciano e amigo dele há 35 anos. Empregou nos gabinetes da família um número incontável de parentes de milicianos ou os próprios como laranjas.

É uma rachadinha? Sim, mas com contornos mais criminosos que o habitual. Afinal de contas, a teta que brindava a família Bolsonaro, não brindava laranjas comuns, mas milicianos. Sem falar que Bolsonaro, assim como seus filhos, nunca escondeu de ninguém que não só admirava como também defendia as práticas das milícias. Estão no youtube vários vídeos de Bolsonaro exaltando as milícias.

Não se sabe na história da política brasileira de alguém que tenha condecorado tantos milicianos como os Bolsonaro. Mas num engodo daqueles impossíveis de engolir, ele diz que justamente Ronnie Lessa, o assassino de Marielle, adversária política da família, do Psol, partido que sempre combateu as milícias, Bolsonaro diz não saber de quem se trata.

Pois bem, tente contar essa história para uma criança de 5 anos e vê se ela acredita numa barbaridade dessa.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Rick Posted on 7 de dezembro de 2019 at 05:08

    A NOVA ONDA “PESQUISA” DA VEJA e ISTO QUANTO É

    Se pesquisa ganhasse eleições, “eles”, os fascistas fardados de desonra, milicianos criminosos, juízes corruptos e os acovardados, e procuradores do MP de como vender mais barato a Pátria, não teriam medo de LULA LIVRE ser candidato. Eles morrem de medo do Lula livre, elegível.

    Farão, e fazem qualquer trapaça jurídica para manter Lula inelegível, isso porque sabem que se LULA for candidato a PRESIDENTE DE NOVO, será eleito com 85% em primeiro turno pelo POVO.

    Não se deixem enganar pela imprensa maldita fascista: O GOLPE ESTÁ CONSUMADO!

    E continuará consumado por 25, 30 anos, se o povo oprimido, colonia dos estados unidos, escravizado pela religião estelionatária, não sair às ruas contra os “fardados milicianos”, soldados do narcotráfico criminoso organizado, ora no poder em quase toda a América Latrina.

    O problema do Brasil é que a propaganda hitlerista nazi fascista começa nas igrejas estelionatárias, e nas redes permissionárias do crime organizado, e demais partidos políticos, que se negam a terminar desmascarados.

    A DIREITA EXTREMISTA FASCISTA JAMAIS ENTREGARÁ O OSSO “BRASIL” SEM LUTAR.

    Portanto, cabe ao POVO LATRINO AMERICANO PATRIOTA lutar contra o fascismo que tomou conta de todos, E DEIXAR DE SER USAdo pelos ianques, e demais impérios que nos domina USA e abUSA.

    Comecem ouvindo o Adélio Bispo sem censuras. Continuem achando o Queiroz. Processem Moro e Dartagñol por traição. E condenem QUEM MANDOU MATAR MARIELLE.

    Que o povo saiba a força que tem ao sair às ruas.

    E SOLDADOS SÃO DO POVO. Soldado tipo universal é um mito engendrado pela engenharia miliciana estelionatária dos caciques patronais nas igrejas caça trouxas e patrocinadores escravos da fraude religiosa.

    E maldito aquele soldado (fardado ou não) que mata o patriotismo popular, e que atira contra seu povo que luta para se libertar do jugo nazi fascista destruidor dos seus direitos no Estado Democrático.

    Ah! Se a rede globo, permissionária pública de televisão, fosse realmente quem diz “ser”, ao invés dessa gama de malditos entreguistas apátridas.

    Ah! Se cada aparelho de transmissão radiofônica ou televisiva denunciasse o tremendo golpe perpetrado pelo crime organizado contra o povo latrino americano.

    Infelizmente, as permissionárias são atreladas e conquistadas pelo poder do dinheiro vil.
    E o judiciário fica acovardado pela pressão das milícias da extrema direita violenta.

    “É melhor um juiz rato covarde, mas vivo, do que um leão Zavascki suicidado.”

    O povo se deixa enganar pelo julgar combinado dos resultados 6 a 5. A Lei está na Constituição, e a defesa da Constituição deveria ter resultado ONZE A ZERO.

    Mas isso só se for na “frança”.

    Aqui tivemos “juiz” recém saído das fraldas de uma longínqua faculdade de direito, com notas abaixo de sofríveis, com péssimo saber jurídico, nenhum saber gramatical e redacional, que “foi passado” pelo sistema Q.I., e que de repente se “viu” aprovado como juiz federal pelas forças ocultas movidas pela CIA do império, como entreguista mor traidor da Pátria, e do povo imbecilizado pela mídia marrom fasci anarquista.

    Falando nisso, ai desse povo fardado miliciano que mata pobres, pretos, e perdidos na noite fascista. Ai dessa quadrilha que sustenta o poder miliciano maçônico paramilitar narcotraficante.

    AI DESSES SOLDADOS QUE ATIRAM CONTRA SEU PRÓPRIO POVO, CONTRA SUAS FAMÍLIAS, SE (e somente “se”) UM DIA JESUS VOLTASSE DE ONDE NUNCA “FOI”.

    Com certeza seria abatido em alguma “comunidade”, pobre pardo moreno palestino, e colocada em cima da cruz a tabuleta fatídica:

    I N R SC = Iesus Nazarenus rex stultus communistarum

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: