3 de outubro de 2021
  • 16:39 Folha de São Paulo: racista, eu?
  • 15:24 Guedes tem offshore milionária em paraíso fiscal
  • 13:32 Ministério da Saúde vai abandonar a Coronavac a partir de 2022
  • 12:08 Dono da Natura, ex-bolsonarista perfumado, defende que o rabo balance o cachorro
  • 11:26 Lewandowski se posiciona contra os poderes absolutos do Rei Arthur

Seguem abaixo tuítes da deputada Natália Bonavides (PT-RN) que, com astúcia, deu um nó tático no depoente, Lindolfo Alves, dono da Yacows, empresa de disparos de fake news na campanha de Bolsonaro:

Lindolfo Alves, dono da Yacows, tem que se decidir: Ou afirma que não disparou notícias falsas sobre Haddad ou que não reconhece o conteúdo das mensagens.
Os dois juntos não dá!

Expusemos, num TELÃO, uma FAKE NEWS difundida pela campanha de Bolsonaro. O dono da empresa reconhece que a a foto é da sua empresa, mas diz desconhecer a mensagem presente na foto.

Apresentamos imagens do escritório do Lindolfo e ele reconheceu todas. Acontece que, em uma das fotos, aparece o disparo de Fake News contra Haddad. Há alguma dúvida de que a campanha de Bolsonaro usou disparo em massa para disseminar Fake News?

Expusemos, num TELÃO, uma FAKE NEWS difundida pela campanha de Bolsonaro. O dono da empresa reconhece que a a foto é da sua empresa, mas diz desconhecer a mensagem presente na foto.

Bancada bolsonarista na CPMI das Fake News tremeu quando escutou o nome da empresa AM4. Impediram que Lindolfo Alves, dono da Yacows, respondesse se a am4 foi contratada pela campanha de Bolsonaro. Qual o medo?

Em seu depoimento na semana passada, Hans River, ex-funcionário da Yacows, garantiu que o conteúdo das mensagens era passado por Lindolfo Alves, dono da empresa. Hoje, Lindolfo Alves disse que não participava do processo. Quem está mentindo?

https://twitter.com/natbonavides/status/1230226831325921280?s=20

 

*Da redação

 

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: