25 de julho de 2021
  • 15:50 Quando a direita vai entender que ela tem prestar contas ao povo e não à esquerda?
  • 14:52 Ciro Nogueira é investigado em inquéritos sigilosos por beneficiar empreiteiras
  • 14:11 Pegasus: vazamento revela abuso de espionagem cibernética
  • 12:05 Investigado por tráfico de influência, filho de Bolsonaro fez permuta para se hospedar em ‘casa dos sonhos’
  • 11:11 Brian Mier, jornalista norte-americano, avisa: ‘EUA vão armar um novo golpe contra Lula’

A ofensiva da extrema direita contra o congresso tem apenas um motivo, o Brasil mergulhou nas trevas e não sabe como sair e, portanto, precisa criar um fato político para seguir tirando Bolsonaro do foco das denúncias da relação de sua família com as milícias e do fracasso do seu governo, sobretudo na economia.

Em meio a mais um fracasso neoliberal paratatá, Petrobras inicia processo para vender participação de 51% na Gaspetro.

A depreciação do real de forma galopante, mesmo com três intervenções do Banco Central para conter o dólar que já chegou a R$ 4,51, sinaliza que o vírus da desconfiança na economia brasileira é irreversível.

Para piorar, Bolsonaro, um mentiroso compulsivo usa informação falsa para desmentir notícia de que compartilhou vídeo sobre ato contra o Congresso e o STF, o que intensifica ainda mais a desconfiança de investidores.

Mourão, no entanto, a seu modo, cheio de enigmas, corre para apagar o incêndio obedecendo às instruções do mercado, ou seja, que o Brasil seguirá sendo uma democracia liberal, o que, em outras palavras, significa que a economia seguirá no sentido do caos em que o mercado e não os cidadãos é o centro das decisões do país, o que significa que teremos sempre não um cálculo político, mas econômico sobre os rumos do país.

Com o presente clima internacional de desaceleração brutal da economia por conta da, já pandemia do coronavírus, a economia brasileira, que se mostra uma tragédia, tende a apresentar um resultado ainda mais trágico.

Mas como disse Mourão, que o Brasil vive uma democracia de mercado, o Congresso promete mais dois arrochos contra a população com as reformas administrativa e tributária, porque o show dos lucros para os banqueiros não pode parar e, em consequência, uma enorme riqueza do país vai parar nas mãos da agiotagem e o setor produtivo será novamente penalizado.

Isso traz um aspecto bastante interessante, mesmo que Bolsonaro não governe, como não governa, e se preocupe somente em ampliar os negócios da família, no submundo da milícia, mercado e Congresso tocam a agenda neoliberal debatendo entre eles qual o discurso de “retomada do crescimento” eles utilizarão para mais duas reformas, como as outras, do trabalho e da Previdência que jogaram o país no buraco e como isso será recebido pelos investidores, que já estão de cabelo em pé com o que ocorre no mundo com o coronavírus e, no Brasil, com Bolsonaro.

Moral da história: Investidores estrangeiros tiram R$ 34 bilhões da Bolsa no Brasil em 2020.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

2 COMMENTS

  1. Pingback: Vanguarda do caos: em dois dias bolsa brasileira perde valor equivalente a uma Petrobras inteira, R$ 356 bilhões  – Brasdangola Blogue
  2. José Cesar Pereira Posted on 28 de fevereiro de 2020 at 17:53

    O Presidente fascista faz do Planalto um “QGMiMi”=Quartel General Militar-Miliciano que ameaça o STF e o Congresso Nacional. Antes de culpar os parlamentares que que se venderam, devemos assumir nossa culpa primária. Quem vota e escolhe os parlamentares somos nó, o povo. O “Poder Que Emana do Povo” é a maior força constitucional. Com nossa participação efetiva (resistência e luta com grandes mobilizações) podemos ter aprovados os projetos que queremos e reprovar aqueles que desmontam nossos direitos Os políticos dependem de nossos votos. Por que os retrocessos assassinos e os crimes lesa-pátria como a reforma da previdência chilena piorada por Guedes foram aprovados? Foram aprovados apenas pela compra de alguns canalhas corruptos do Congresso? NÃO! Somos culpados porque não conseguimos a força e a pressão suficiente para “impedir aqueles absurdos. Pior do que isso, Guedes o bando de fascistas, milicianos assassinos e psicopatas estão no governo porque elegemos a aberração Bolsonaro. Mesmo que esta tragédia tenha acontecido pelos crimes de Moro contra Lula e as “fake news geradoras de ódio e mortes”, também temos enorme culpa nisso pela “alienação política” de muitos de nós. Se o Congresso fosse fechado pelos traidores do Brasil, a democracia seria enterrada pelo “Brasil do Golpe Continuado”, assinado pelo império americano. Não podemos errar novamente. Todos em defesa da democracia, do estado de direito e da justiça. O Congresso eleito jamais poderá ser fechado. #LulaLivre

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: