19 de setembro de 2020
  • 21:47 Começa a cair de vez a máscara de Moro, Bretas e de toda a Lava Jato
  • 18:38 PF intima Moro para depor no inquérito dos atos antidemocráticos
  • 17:39 Gilmar Mendes dá cinco dias para Bretas explicar operação contra advogados
  • 16:50 Feitiço contra o feiticeiro: Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
  • 14:20 Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, vai a Roraima discutir a Venezuela

Escrevendo no twitter, possivelmente do Rio das Pedras, palácio da milícia bolsonarista, Eduardo Bolsonaro, vendo que panelaços contra seu pai estão virando epidemia no país, resolveu atacar a China, o maior parceiro comercial do Brasil, acusando os chineses comunistas de espalhar um vírus sobre o qual seu pai não cansa de falar é que inofensivo e que as campanhas de seu próprio Ministério da Saúde não passam de histeria.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro escreveu uma mensagem no Twitter responsabilizando o governo chinês pela pandemia do novo coronavírus.

Fazendo uma analogia com o vazamento da usina nuclear soviética de Chernobyl na década de 1980, o parlamentar e filho do presidente Jair Bolsonaro alegou que a China preferiu “esconder algo grave” a se expor “tendo um desgaste que salvaria inúmeras vidas” “Quem assistiu Chernobyl vai entender o que ocorreu.

“Quem assistiu Chernobyl vai entender o que ocorreu. Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa. Mais uma vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas que salvaria inúmeras vidas”, disse.

Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa. Mais uma vez uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas que salvaria inúmeras vidas”, disse.

Eduardo Bolsonaro finalizou a sua opinião, manifestada em um retuíte com a cronologia da doença e atitudes do país, dizendo que “a culpa é da China e liberdade seria a solução”

Primeiro país a detectar a circulação do novo coronavírus, a China tem agora 80.900 casos registrados, com o total de 3.237 mortes, sendo 11 nas últimas 24 horas. [ x ]

Porém, o contágio foi reduzido drasticamente nas últimas semanas em comparação a meados de fevereiro, quando surgiam milhares de novos infectados a cada dia.

Hoje, pelo segundo dia consecutivo, foi detectado apenas um caso de transmissão local.

https://twitter.com/BolsonaroSP/status/1240286560953815040?s=20

 

 

*Com informações do Uol

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: