28 de janeiro de 2021
  • 21:57 Marinha pagou R$ 533 em lata de chantilly e gastou R$ 128 mil em paçoca
  • 18:55 Bolsonaro, sobre o leite condensado, repete a tática contra jornalistas que usou no caso do depósito de R$ 89 mil de Queiroz para Michelle
  • 17:15 Vídeo: Em claro desespero com o escândalo do leite condensado, Bolsonaro manda imprensa para a puta que pariu
  • 16:13 Em ÁUDIO, empresa nega venda de leite condensado na proporção indicada pelo governo Bolsonaro
  • 15:03 Desesperado, Bolsonaro apela para que caminhoneiros não façam greve na próxima semana

Essa gente presta?

Uma legião de bolsonaristas sádicos chegou ao ápice da selvageria.

Foi buzinar na porta do Hospital das Clínicas, lotado de pacientes com Covid-19, sofrendo de dor, medo, angústia e muitos morrendo.

São Paulo é o epicentro do coronavírus no Brasil aonde morre uma pessoa a cada 30 minutos.

A intenção desses monstros é provar que não tem pacientes ali e que tudo não passa de uma farsa.

Parar e buzinar em frente ao hospital das clínicas não foi obra do acaso.

Isso foi minuciosamente pensado e planejado antes, com requinte de crueldade, pelo gabinete do ódio comandado por Eduardo e Carlos Bolsonaro. Tática da milícia extremamente perversa.

E esse ato macabro, tenebroso de assassinato provocado de forma perversa, contou com o apoio público de Bolsonaro.

Esse bandido tem que ser tirado, à força, da cadeira de presidência antes que promova o genocídio que tanto sonha.

 

*Da redação

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: