21 de novembro de 2021
  • 19:52 Moro, como ministro da Justiça, usou o cargo para pressionar o porteiro e diz que não flerta com o autoritarismo
  • 15:59 Vídeo: Deputada tucana denuncia tentativa de compra de seu voto por Dória nas prévias
  • 14:55 Não há como falar em remédio para a democracia brasileira sem falar na doença
  • 13:56 Vídeo: Vera Magalhães e o fascismo tropical do camisa preta, Sergio Moro
  • 11:20 Sob o governo Bolsonaro, Enem tem 41% menos inscritos e afasta negros e pobres

Vejam só que coisa! Um ministro da Justiça e Segurança Pública de Bolsonaro, que o mundo todo sabe que prendeu Lula sem provas para ganhar o cargo de ministro, diz que não flerta com o autoritarismo.

Que coisa comovente! Nem parece que é o mesmo ministro Moro que se lambuzou da Lei de Segurança Nacional da ditadura usando-a contra seus desafetos e os desafetos de Bolsonaro.

Coitado do porteiro do Vivendas da Barra! Aquele que teve que mudar de versão depois que Moro, a mando do patrão, deu-lhe uma prensa sobre a ordem para liberar a entrada de Élcio de Queiroz, o comparsa de Ronnie Lessa no assassinato de Marielle.

Agora, numa crítica caduca a Lula, utilizando o velho chavão de Cuba, Moro elogia a democracia americana justo na semana em que um supremacista branco que saiu de casa com um fuzil na mão para confrontar uma manifestação antirracista, foi absolvido pela justiça americana por ter matado duas pessoas e ferido outra.

Moro ainda tem a pachorra de escrever que “não dá para flertar com o autoritarismo”.

Ou seja, o cínico já começou mal com seu marketing político atacando Lula, dando socos no vento deixando a guarda aberta e apanhando na cara de centenas de internautas que estão descascando o vigarista vivo.

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência 0197
Operação 1288
Poupança: 772850953-6
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450. 139.937-68
PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Carlos Henrique Machado

Compositor, bandolinista e pesquisador da música brasileira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: