14 de agosto de 2022
  • 18:32 Bolsonaro diz que rachadinha é ‘meio comum’
  • 17:38 Por interferência, delegado do caso Milton Ribeiro pede ao STF a prisão da cúpula da PF
  • 16:52 Vídeo: Em entrevista, advogado do “hacker” Delgatti, conta como foi encontro com Zambelli
  • 15:55 Em vídeo, Lula se compromete a manter Auxílio Emergencial permanente
  • 15:04 As eleições começam no dia 16 com Lula na TV falando com o povo

Em apenas um mês, o nome que despontava como a promessa para a terceira via nas eleições presidenciais de 2022, o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), perdeu força e voltou para um dígito nas intenções de voto para o primeiro turno. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve a liderança e ampliou a vantagem em um eventual segundo turno.

Na 6ª edição da pesquisa de intenção de voto Modalmais-Futura, divulgada nesta terça-feira (14/12), Moro ficou com 9,8% das respostas dos eleitores em pesquisa estimulada sobre a preferência no primeiro turno. Em novembro, o ex-juiz e ex-ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro (PL) detinha 11,9% da preferência, em um cenário com Eduardo Leite (PSDB), e 13,6%, no cenário com João Dória (PSDB).

Após as definições das prévias tucanas, que escolheu Dória como pré-candidato, e o do anúncio da pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS), o ex-presidente Lula permanece na liderança, com 37,9% da preferência dos entrevistados contra 30,6% de Bolsonaro. Na edição de novembro, ambos tinham um percentual maior. O petista tinha 38,6% e 37%, nos mesmos cenários, e o atual presidente, 32,4% e 30,8%, respectivamente.

Em quarto lugar, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, passou de 6,2% para 6,4%, considerando o cenário com Eduardo Leite de novembro. Com Dória no páreo, Ciro tinha um percentual maior, de 7,2%.

Três nomes entraram na listagem da pesquisa para disputar a preferência do eleitorado: o Cabo Daciolo, com 1,3%; a senadora Simone Tebet, com 0,7% e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), com 0,6%, Guilherme Boulos (PSOL), que tinha 1,8% em novembro, perdeu metade dos votos e ficou com 0,9%.

Brancos e Nulos, passaram de 3% e 4,1%, para 3,7% e 4,8%, respectivamente, considerando o cenário com João Dória na disputa.

Conforme os dados da pesquisa, Lula tem forte presença no Nordeste, na classe baixa e entre mulheres. Enquanto isso, Bolsonaro é bem cotado no Centro-Oeste, na classe média e entre homens. Já Moro, tem forte presença no centro oeste, classe média e homens.

Segundo turno

Em um eventual segundo turno, Lula continua na frente em todos os cenários em que é citado cresce em relação à pesquisa anterior. Contra Bolsonaro, o Lula ganharia com placar de 50,8% contra 37%. O petista ganhou força enquanto o atual presidente deu uma derrapada. Em novembro, o placar era de 49,7% contra 38,4%.

Lula venceria Moro com 48,9% contra 30,5%. Antes, a vantagem era menor, de 46.6% a 33,6%. Contra Ciro, o petista venceria de 47,7% a 21,3%. O ex-governador teria menos votos do que os 28,75% de brancos e nulos..

Em um embate entre Ciro Gomes e Bolsonaro, o ex-governador do Ceará voltou a ter vantagem, ganhando de 41% contra 39,6%. Em novembro, o atual presidente tinha 40,9% e Ciro, 39,9%.

Bolsonaro também perderia em um segundo turno contra Sergio Moro. Em um eventual segundo turno, o ex-juiz teria 39,7%, acima dos 38,8% da pesquisa de novembro. A fatia do presidente passou de 35,7% para 35,4%. Já contra João Dória, Bolsonaro venceria com 40,3% a 33,8%.

A pesquisa realizou 2 mil entrevistas entre os dias entre os dias 7 e 13 de dezembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o intervalo de confiança, de 95%.

*Com informações do Correio Braziliense

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197
Operação: 1288
Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: