11 de agosto de 2022
  • 20:09 Presidente do BC desmascara Bolsonaro: ‘não é verdade’ que bancos perdem dinheiro com Pix
  • 19:20 Vídeo: Arthur Lira mostrando como funciona e para quem funciona o orçamento secreto, tirado do suor do povo na compra de apoio
  • 17:16 TCU apura gastos irregulares de R$ 100 milhões em hospital federal do Rio sob influência de Flávio Bolsonaro
  • 16:47 Por unanimidade, Conselho de Ética aprova pedido de cassação do bolsonarista Gabriel Monteiro
  • 14:15 Celso de Mello: “obscurantismo retrógrado de um ditador travestido de político”

Ex-presidente afirmou “trabalhar para ganhar o mais rápido possível” a eleição: “nunca se sabe” qual será a reação de Bolsonaro e dos “milicianos que o apoiam” diante da derrota.

O ex-presidente Lula (PT) concedeu nesta quarta-feira (27) entrevista ao UOL e falou sobre como pretende formar seu time de ministros, sobre como pensa em conduzir a economia brasileira se voltar à Presidência, sobre sua eventual participação em debates eleitorais em emissoras de TV e sobre a possibilidade de vencer a eleição no primeiro turno, como indicam algumas pesquisas.

“O Bolsonaro está pensando o seguinte: ‘eu só vou em debate no segundo turno’. Pode não ter segundo turno. A eleição pode ser resolvida no segundo turno”, ironizou o petista. “Eu vou trabalhar para ganhar o mais rápido possível, ter o maior número de votos possível”.

Perguntado sobre a necessidade de liquidar a fatura já na primeira tapa do pleito, o ex-presidente respondeu: “você encurta o gasto da campanha, ganha um mês para se preparar para governar o país, para montar o governo. E no caso desse sujeito que está aí [Jair Bolsonaro (PL)] você nunca sabe o comportamento dos milicianos que o apoiam, você nunca sabe. Mas eu gosto de dois turnos, gente. O PT foi um dos partidos que mais brigou para que a gente tivesse eleições em dois turnos”.

Sobre sua participação em debates, Lula relembrou que o PT já propôs o formato de pool – formato de debate em que vários veículos de comunicação participam – para que não ficasse “refém” de tantas datas reservadas pelas emissoras de televisão. “Eu adoro debate, é uma coisa instigante. Da mesma forma que o jogador gosta de entrar na final para disputar uma Copa do Mundo, eu gosto do debate, no primeiro ou no segundo turno. Mas o que eu quero é dar uma certa moralizada na quantidade de debates”.

*Com 247

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: