13 de julho de 2020
  • 14:52 Pane na latrina: Ana Paula do Vôlei e JR Guzzo se fazem de mortos com a libertação do casal Queiroz
  • 19:12 O Globo quer “perdoar o PT” por ter cometido o crime de tirar 40 milhões da miséria
  • 16:23 O pedido de perdão ao PT pelo Globo é mais um sinal de que a direita faliu e pede socorro
  • 13:58 Procuradores da Lava Jato têm medo porque sabem o que fizeram no sábado à noite, diz Gilmar Mendes
  • 11:35 Esse era o “exemplo de cidadania contra a corrupção” que deu golpe em Dilma

Moro ficou 1ano e 6 meses e “não descobriu nada” contra Carluxo, porém, bastou ele sair que, em 24 horas, os podres do delinquente apareceram.

Isso só confirma o que o deputado Glauber Braga (Psol) falou na cara de Moro, em seu depoimento na Câmara dos Deputados que, como ministro da Justiça e Segurança Pública era um grande capanga da milícia comandada pelo clã Bolsonaro.

E seguiu dizendo que ele era corrupto e ladrão porque condenou e prendeu Lula, sem provas, para que Bolsonaro ganhasse a eleição e ele se tornasse ministro.

Agora, está mais do que provado que Moro era um verdadeiro guarda-costas dos filhos bandidos de Bolsonaro e do próprio. Não deu 24 horas de sua saída do governo que, de forma mágica, num estalar de dedos, a PF que “nada sabia” sobre Carlos Bolsonaro, descobriu que ele é o chefe da indústria de fake news que funciona no gabinete do ódio dentro do Palácio do Planalto.

Ora, nessa guerra entre bandidos, Moro e Bolsonaro, muita coisa ainda vai boiar. A partir de agora nos depararemos com uma situação grotesca em que, com a saída de Moro do governo e a consequente perda da proteção que ele dava ao clã, vão jorrar denúncias com provas de todos os crimes que Moro represou enquanto capanga da milícia palaciana.

Quando a Globo fizer uma matéria contra a família Bolsonaro, como fez hoje, mostrando que Carluxo é o patrão do gabinete do ódio e não falar nada de Moro como o garante desses bandidos durante 1 ano e 6 meses, uma pergunta tem que ser feita: aonde estava Moro que nada viu dos crimes da família e que, agora, a PF revela num tempo espantosamente rápido contra os ex-protegidos de Moro?

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: