25 de outubro de 2020
  • 15:08 Vídeo – Lula escracha a Globo: “Gastaram 5 anos falando mal, e apenas 36 segundos para assumirem que era tudo armação”
  • 12:04 Secom veiculou até onze vezes mais anúncios em canais investigados por fake news
  • 10:42 Impasse sobre CoronaVac pode atrasar vacinação no Brasil
  • 19:12 Carlos Fernando Boquinha, uma ave de rapina tucana com asas de ganso
  • 17:44 General Heleno mentiu: GSI não tomou conhecimento de denúncia do caso Flávio/Queiroz de ‘maneira informal’

A defesa de Lula segue tentando acessar a íntegra do acordo de leniência da Odebrecht.

Na semana passada, os advogados enviaram um novo pedido à 13ª Vara Federal de Curitiba, no qual afirmam que, mesmo após a segunda decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o tema, há documentos do processo que seguem em sigilo.

Entre os dados em segredo estão os documentos assinados entre a Odebrecht e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (Doj), responsável pela leniência com países estrangeiros, além da Procuradoria-Geral da Suíça, outra signatária da tratativa.

Em decisão tomada no início deste mês, o ministro Ricardo Lewandowski determinou que Lula tivesse acesso ao conteúdo da leniência, às correspondências entre a força-tarefa da Lava-Jato com países que participaram das tratativas e aos documentos relativos aos sistemas de pagamento de propinas da Odebrecht.

Os advogados de Lula estão de olho na parte que traz as perícias feitas pela Polícia Federal nesses sistemas.

Eles querem averiguar se os documentos têm indícios de terem sido adulterados antes de pararem nas mãos os investigadores.

 

*Com informações de O Globo

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: