25 de outubro de 2020
  • 18:37 A selvageria de Bolsonaro espelha a alma da elite nacional
  • 16:51 Janio de Freitas: É humilhante que o país continue suportando a vergonheira nos seus Poderes
  • 15:08 Vídeo – Lula escracha a Globo: “Gastaram 5 anos falando mal, e apenas 36 segundos para assumirem que era tudo armação”
  • 12:04 Secom veiculou até onze vezes mais anúncios em canais investigados por fake news
  • 10:42 Impasse sobre CoronaVac pode atrasar vacinação no Brasil

Gilmar Mendes compara a Força-tarefa da Lava Jato ao esquadrão da morte e cobra investigação sobre as últimas revelações do Intercept. Segundo ele, a Força-tarefa atuou, ao mesmo tempo, como polícia e bandido.

Só um trouxa cai numa trolagem de internet?

Condução coercitiva

Em março de 2016, Lula foi levado em condução coercitiva para prestar esclarecimentos.

A ação foi severamente criticada no meio jurídico. Advogados disseram que o ato foi ilegal e espetacularizado. Por outro lado, o Ministério Público Federal defendeu que a condução coercitiva foi legal e visou a segurança de todos.
Mas a história é bem outra como revelou Leandro Demori, do Intercept Brasil.

“Em 2016, começou a circular uma foto do ex-presidente Itamar Franco num contexto distorcido. Atrás do Itamar, tinha um crucifixo que seria obra do [escultor barroco] Aleijadinho, e a suspeita dos investigadores era de que Lula tinha roubado o crucifixo durante o seu mandato. A expectativa era encontrar o objeto na casa de Lula e o prender por roubo. Movimentaram toda a máquina da Lava Jato, mas era uma trolagem da internet”, afirmou Leandro Demori, um dos jornalistas do The Intercept.

Isso significa que todo o circo armado pela Lava Jato que desembocou na condução coercitiva nada tinha a ver com as justificativas apresentadas por Moro, já que a intenção da devassa feita no apartamento de Lula era outra, a de seguir uma pista de internet, mostrando a total incompetência dos procuradores para ao menos não caírem em trolagem infantil. Sem falar que essa atitude afoita foi fruto do desespero de quem estava buscando, a todo custo, qualquer coisa contra Lula por total ausência de provas dos tais crimes que foi acusado até em Power Point por Dallagnol e cia., comandados por Moro.

Assista:

*Carlos Henrique Machado Freitas

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Carlos Menezes Posted on 18 de outubro de 2020 at 15:35

    Desconheço o conteúdo do “The Intercept Brasil” citado neste artigo, bem como os conteúdos dos áudios recentemente divulgados sobre a quadrilha da Lava a Jato aí incluído o seu “líder”, o também criminoso Sérgio Moro, mas uma coisa me chamou atenção é sobre o que o Fachin sabia das histórias forjadas pela “rafa” de Curitiba e esse covarde, pusilânime e ocultador de informações que fatalmente inocentariam de vez o honrado (honrado sim ! ) ex presidente Lula, que sem culpado, é inocente de todas as criminosas imputações sem provas.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: