8 de março de 2021
  • 18:24 Sobre a volta de Lula, Saul Leblon vai ao ponto: “Só faltava um candidato, agora tem”
  • 15:44 Urgente!: Fachin acaba de anular todas as condenações de Lula e o torna elegível
  • 14:56 Ciro quer provar para os bolsonaristas que é mais imbecil que Bolsonaro
  • 14:30 O diabo não é tão feio quanto se pinta; foi assim que a mídia vendeu Bolsonaro
  • 11:13 Ele quer matar você

O ex-deputado federal Eduardo Cunha, condenado a 14 anos e seis meses de prisão no âmbito da Lava Jato, relata no livro “Tchau Querida, o Diário do Impeachment”, que deverá ser lançado em abril, que o golpe parlamentar de 2016 que resultou no impeachment da então presidente Dilma Rousseff, foi tramado no apartamento do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e contou com o apoio do PSDB.

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, Cunha relata, ainda, que o primeiro pedido de afastamento foi feito pelo então deputado Jair Bolsonaro.

Segundo Cunha, a reunião que resultou na trama que desaguou no afastamento da presidente Dilma Rousseff teria sido realizada no apartamento do Rodrigo Maia, no Rio de Janeiro. Além deles, os deputados Carlos Sampaio, à época líder do PSDB na Câmara, e Bruno Araújo, atual presidente nacional da legenda tucana, teriam participado do encontro.

No livro, Cunha também diz que o deputado baleia Rossi (MDB-SP), que atualmente é o candidato de Maia e conta com o apoio do PT na disputa pela presidência da Câmara, também teria atuado nas articulações do impeachment. Michel Temer, então vice-presidente, também teve um papel fundamental no processo.

Segundo o ex-parlamentar, Temer “simplesmente quis e disputou a Presidência de forma indireta”. “Foi, sim, o militante mais atuante. Sem ele, não teria havido impeachment”, assegura.

Sobre a participação de Jair Bolsonaro, ele afirma que “o primeiro pedido de impeachment coube ao então deputado (…), em função das denúncias de corrupção na Petrobras. Eu rejeitei o seu pedido. De todos os pedidos por mim rejeitados, Bolsonaro foi o único que recorreu”.

*Com informações do 247

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/HP8y7rcSg0Z5XQeXMYWpd8

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

2 COMMENTS

  1. Evair Nunes Posted on 22 de janeiro de 2021 at 12:28

    As únicas novidades são o local do início das articulações, o apartamento de @RodrgoMaia, a participação efetiva do PSDB e que Bolsovírus foi o 1º a apresentar pedido de afastamento, mas ter seu pedido rejeitado e ter recorrido da rejeição, qanto às demais informações, ora Baleinha é cria de Michel Temer, e cujo pai, Wagner Rossi, era velho sócio de Temer nas falcatruas nas Docas de Santos!!!! #ImpeachmentDeBolsonaroUrgente

    Reply
  2. Magda ferreira santos Posted on 22 de janeiro de 2021 at 15:08

    ESTE NUNCA ENGANOU NINGUEM!!

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: