29 de maio de 2022
  • 19:38 Douglas Belchior denuncia empresa que treina policiais rodoviários para torturar
  • 18:37 Medo de perder emprego se tornou assombro crescente no início do ano, diz pesquisa
  • 15:14 O cerco da mídia contra Lula vai aumentar
  • 14:58 Papuda: mães, irmãs e avós de presos são “vendidas” para pagar dívidas
  • 12:53 Lula: “Bolsonaro não dormiu depois do resultado da pesquisa”

O que sobrou do ex-herói Sergio Moro depois que foi desmascarado? Um pedaço de pano velho gasto e surrado.

O maltrapilho que já foi a maior celebridade da mídia brasileira, sequer é lembrado pelos barões dos holofotes.

Ele sempre foi um vigarista, mas foi elevado pelo aparelho da oligarquia brasileira a grande facho de luz do combate à corrupção que iluminaria os objetivos de manter a esquerda distante do poder.

O poderoso Moro foi projetado pelo foco dos holofotes como um ser humano com poderes divinos diante da ignorância nativa. Até aqui o obscurantismo do seu trabalho e as idiotices do seu braço direito, Deltan Dallagnol, revelaram-se para a sociedade um grande engodo depois dos vazamentos do Intercept.

A princípio, a mídia fez corpo mole, quando não se posicionou contra quem denunciou Moro. Mas com as críticas cada vez maiores da sociedade, do STF, julgando-o como juiz parcial contra Lula, ou seja, o juiz é que era o bandido, a mídia não só parou de iluminar o ex-herói, como quer manter distância do vigarista.

O mesmo, sem sobra de dúvida, acontecerá com Bolsonaro, que tem um cotidiano que projeta a própria aura do que existe de pior no Brasil, e por isso mesmo a cada dia o fascista tropical escancara para a sociedade suas idiotices inconsistências, inabilidades, incultura, ignorância e obscurantismo.

Não há burrice condensada nesse nível que fique de pé. A burrice de Bolsonaro não é um adereço de linguagem, sua ignorância é originária daquilo que caracteriza a palavra, que é acompanhada por tantas outras como estupidez, tolice, inaptidão, imbecilidade e total desconhecimento de como se governa um armarinho, que fará um país.

Não bastasse isso, ele é o principal responsável pelo massacre que até aqui ceifou a vida de mais de 443 mil brasileiros.

A CPI da covid vem revelando que toda essa mortandade, que é a segunda maior do mundo, foi um fuzilamento comandado pelo presidente da República que preferiu fazer de cobaia os brasileiros em seu projeto de criar a suposta imunidade de rebanho.

Essa é a sua maneira de “combater” o coronavírus. E o que é esperado pela maior parte do povo brasileiro é que Bolsonaro enfrente um processo que o arrancará da cadeira da presidência.

Sabendo disso, o sujeito está com os nervos à flor da pele.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Afonso Schroeder Posted on 21 de maio de 2021 at 15:34

    Ex-juiz Moro é criminoso comprovado falta o STF cumprir a CF/88 e coloca-lo na cadeia lá vai confessar seus “amigos-cumplices” dos seus atos nefastos contra o e4x-presidente (Lula) 100% inocente.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: