28 de maio de 2022
  • 22:11 Bolsonaro diz que concedeu indulto a Silveira para “dar exemplo” ao STF
  • 20:43 Morte em ‘câmara de gás’ de viatura foi registrada como ocorrência ‘sem indício de crime’
  • 20:03 Com um PIX de qualquer valor, você pode contribuir com o Antropofagista
  • 18:53 O preço do golpe: O Brasil tem hoje um PIB per capita 10% menor do que o governo Dilma
  • 17:56 Marcos Coimbra diz que “para 80%, eleição já está decidida e e Lula será o novo presidente

“Se cumprida a expectativa da autoridade monetária de que o ‘pico’ da inflação ainda ocorrerá em abril, com prováveis reflexos nos meses seguintes, isso poderá dificultar a recuperação da popularidade do presidente antes do início da campanha eleitoral”, diz o cientista político Antonio Lavareda.

Além dos números da corrida eleitoral, a pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira (25) mostra que a inflação se consolida cada vez mais como uma das principais preocupações dos brasileiros. Entre os entrevistados, 77% apontam que os preços “aumentaram muito”, enquanto 20% dizem que “aumentaram”. Somente 1% tem a percepção de que eles ficaram “iguais” e outros 1% acharam que eles “diminuíram”.

O levantamento mostra ainda que 33% acreditam que os preços ainda vão “aumentar muito” nos próximos meses e 46% creem que “vão aumentar”. Para 63%, a economia vai no rumo errado e 27% veem que ela está no rumo certo, enquanto a desaprovação ao governo Bolsonaro na pesquisa teve oscilação para cima, passando de 63% para 65%.

“Interrompe-se, assim, o movimento de recuperação da imagem medido nas cinco pesquisas quinzenais nacionais anteriores, que o Ipespe realizou este ano”, destaca em seu perfil no Twitter o cientista político Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do Ipespe. “Se cumprida a expectativa da autoridade monetária de que o ‘pico’ da inflação ainda ocorrerá em abril, com prováveis reflexos nos meses seguintes, isso poderá dificultar a recuperação da popularidade do presidente antes do início da campanha eleitoral.”

Lavareda lembra ainda que a proximidade das eleições coloca a disputa na mídia em termos menos desiguais. “A partir de junho também acaba a propaganda oficial, incluindo a utilização das redes de TV para anúncios de programas federais. Ou seja, encerra-se o período em que o governo tem monopólio da propaganda, restando à oposição fazer barulho apenas na imprensa e nas mídias sociais.”

Bolsonaro: recuperação interrompida

O levantamento do Ipespe mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 44% das intenções de voto, seguido pelo atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), com 26%. Na sequência, Sergio Moro (Podemos) tem 9% e Ciro Gomes (PDT), 7%. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), está em quinto lugar, com 2%. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o deputado federal André Janones (Avante), a senadora Simone Tebet (PMDB) e Felipe d’Avila (Novo) aparecem empatados com 1%.

A sondagem revela uma interrupção no crescimento das intenções de voto em Bolsonaro, que recuou dois pontos percentuais em relação à última pesquisa, realizada no início do mês. A oscilação está dentro da margem de erro, que é de 3,2 pontos percentuais, mas interrompe uma sequência de crescimento registrada desde janeiro.

*Com Rede Brasil Atual

Siga-nos no Telegram

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso.

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: