25 de setembro de 2020
  • 22:05 Lula: um país sério primeiro alimenta seu povo, depois vai exportar
  • 20:37 Quem paga tudo com dinheiro vivo como o clã Bolsonaro, é contraventor
  • 18:45 “Deixa o gado pastar que evita o fogo”, diz Alexandre Garcia sobre incêndio no Pantanal
  • 16:36 Por unanimidade, TRE-RJ decide, Crivella está inelegível até 2026
  • 14:20 Vídeo – Discurso de Lula no evento internacional em parceria com a ONU: “Depende de nós acender a luz nas trevas”

Todos sabem que Alexandre Garcia se confunde com duas versões dele mesmo, a ditadura e a Globo. Na ditadura, disputou com Augusto Nunes quem lambia mais coturnos dos generais e os deixavam mais lustrados. Na Globo, Alexandre Garcia era a própria extensão da ditadura, mesmo em tempos de democracia, como principal porta-voz do patrão, Roberto Marinho.

Nesses tempos de Globo, coube a Alexandre Garcia editar fatos, pinçar frases e produzir o que existia de mais asquerosamente manipulador pelo jornalismo da Globo.

Alexandre Garcia, hoje, quando diz que a grande mídia manipulou como o chefe da propaganda nazista, Joseph Goebbels, o fato de Bolsonaro ter compartilhado o vídeo da convocação da manifestação do dia 15 de março contra o Congresso e o STF, fala, na verdade, que a Globo fez isso.

Poucos sabem do gigantismo da Globo diante dos outros veículos de comunicação no país quanto ele. Quando Garcia generaliza a grande mídia, tenta não ser seletivo, como é característica de um hipócrita que passou a vida fazendo jornalismo de simulação. Ele sabe, como nós sabemos, que quando se diz a grande mídia do Brasil, refere-se à Globo como grande instrumento de comunicação e manipulação de massa e o restante da mídia industrial, como elenco de apoio.

Pois bem, quando Garcia diz, no vídeo, que a mídia manipula, ele fala com propriedade, pois passou a vida dentro dos estúdios da Globo como um hábil manipulador do que ele agora critica, utilizando de uma contramanipulação cínica como alguém que, como poucos, conhece a letalidade de um veneno e testa, com suas retóricas paspalhas, o antídoto para tentar segurar com as mãos os ventos contrários a Bolsonaro.

Como se observa no vídeo, Alexandre Garcia, bolsonarista, possivelmente comprado da Globo a peso de ouro, opõe-se ao jornalismo estilo Alexandre Garcia. O que não deixa de ser emblemático, pois classifica-o de nazista.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

4 COMMENTS

  1. Afonso Schroeder Posted on 29 de fevereiro de 2020 at 11:19

    TVs no Brasil ventilam meias verdades lamentável: Bozó fracassou! Bozó sem tempo para gestão pública é caçador com sua quadrilha de políticos de esquerda acorda: “Moro” ex-juiz atual ministro descumpridor da CF/88 e mentiroso comprovado pela INTERCEPT só vemos isto no Brasil onde esta o (STF) ou bandido pode continuar no cargo? Cadeia já a “Moro”.

    Reply
  2. Fred DeMenezes Posted on 29 de fevereiro de 2020 at 12:14

    Moro, a quadrilha do desgoverno miliciano, à mídia bandida e a classe média analfabeta, são os ingredientes da receita para destruir um país !!!!!!!!!!!!!

    Reply
  3. MARLENE SILVA Posted on 29 de fevereiro de 2020 at 13:24

    POIS É, ALEXANDRE GARCIA, FOI O QUE O SR E A GLOBO FEZ COM DILMA E LULA! UMA MENTIRA DITA MIL VEZES FAZ O POVO ACREDITAR QUE É VERDADE!

    Reply
  4. [email protected] Posted on 1 de março de 2020 at 13:43

    kuanto k o bosonario ta pagando nao e poko nao kom o dinheiro publico pra este home fala dele aja dinheiro publico

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: