9 de agosto de 2020
  • 15:56 Flávio Bolsonaro usou R$ 86,7 mil em espécie na compra de salas comerciais na Barra da Tijuca
  • 14:08 Gilmar quer pautar “assim que possível” processo de suspeição contra Moro
  • 11:07 Seja parceiro do Antropofagista
  • 09:36 Adriano da Nóbrega depositou 400 mil na conta de Queiroz que fez depósitos na conta de Michelle
  • 22:24 Moro finge lamentar 100 mil mortes e Kennedy Alencar fuzila: Hipócrita. Colocou o genocida no poder

A Globo, não se enganem, está de prontidão política, muito mais para vigiar Lula do que Bolsonaro.

Mas como esconder Lula se nesta segunda-feira mesmo, a única coisa que Guedes falou que presta para combater o coronavírus é ampliar os beneficiados do programa Bolsa Família criado por Lula? Porque Bolsonaro excluiu 1 milhão de famílias do programa e, agora, teve que voltar atrás.

Lula é a mosca que posou na sopa da Globo e ela nunca conseguiu tirar.

Teria a 5ª derrota eleitoral consecutiva para Lula, possivelmente a mais acachapante, se não desse ordens para Moro, o capanga da milícia, prendê-lo para tirá-lo do páreo.

Como desaparecer com Lula se o que ainda não foi destruído por Temer e Bolsonaro e que sustenta o país, do ponto de vista econômico e social, tem as digitais de Lula?

Isso é jogar farinha no fantasma.

Todo mundo vê a imagem de Lula cada dia mais forte com a tragédia chamada Bolsonaro, criado e nutrido pelo ódio da Globo e afins.

As UPAS, o maior investimento em pesquisa, o pré-sal, o Luz Para Todos, o Bolsa Família, as reservas internacionais e por aí vai.

O programa Mais Médicos de Dilma que agora o governo Bolsonaro corre desesperado atrás, principalmente dos médicos cubanos, para perder de menos para o coronavírus, é outra lambada da realidade que a mídia finge não saber como é importante agora.

O país nunca precisou tanto de Lula como agora e a Globo sabe disso. Ninguém, senão Lula, seria capaz de um feito de tal envergadura que trataria com urgência medidas positivamente discriminatórias que são a única forma de refazer um balanço mais digno com políticas compensatórias que, certamente, não vão corrigir injustiças seculares, mas que não vão excluir ou separar uma parcela segregada da sociedade, porque cientificamente está comprovado que não há como o país se salvar do coronavírus se, junto, não salvar os pobres.

E todos sabem que não há ninguém capaz de cumprir essa missão, senão Lula.

Está aí a sinuca de bico em que se encontra a Globo e a escória do dinheiro que patrocinou a campanha infame e a condenação de lula, porque todos já entenderam que o coronavírus não escolhe idade, cor, gênero, condição financeira e social e, muito menos baronatos midiáticos.

Nesta segunda-feira, o tucano Armínio Fraga, em entrevista com Miriam Leitão, sem citar Lula, lógico, até porque é proibido na Globo, disse uma frase que representa o pensamento de Lula, “O Brasil só caminhará para um desenvolvimento sustentável se incluir os pobres no orçamento”.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Pingback: A doce ilusão da Globo em acreditar que, não falar de Lula, tira dele a condição de maior liderança do país - Bem Blogado
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: