29 de novembro de 2020
  • 20:40 Ibope: Na chegada, Manuela vira em Porto Alegre
  • 19:55 Há chance real de vitória de Boulos, é o que vê diretor do Datafolha
  • 18:50 Vídeo: França explode em protestos contra policiais racistas
  • 17:40 Eduardo Moreira: ‘Boulos reúne características raras de serem vistas juntas’
  • 15:29 Dallagnol, o extremo picareta, diz que a extrema direita tem medo do juiz extremo corrupto

Não adianta, Ciro Gomes se transformou num retalho decalcado de Bolsonaro.

O velho “Cirão das massas” tem como estratégia ser um candidato palatável para a elite.

Ele faz bravata “técnica” na base do chutão e da botinada como se fosse zagueiro do 7 x 1 do time de Felipão.

Em entrevista ao UOL, do nada, Ciro atacou Lula, mostrando que não tem capacidade de fazer um debate diferente do que a mídia estabeleceu como verdade única e, para ter seu apoio, ele age dessa forma.

Ciro não surpreende ninguém.

Ele, como qualquer covarde, fugiu para a França antes do segundo turno de 2018, deixando claro que só pensa em si e jamais no país.

Pior, se não tem argumentos para se opor ao projeto político do PT, usa o de Aécio, Bolsonaro, e de outros corruptos que levaram o país ao caos em que se encontra.

Se Lula mostra grandeza ao dizer que conversa com Ciro, mesmo depois de seus ataques baixos por obsessiva vontade de ser presidente, Ciro, ao contrário, não consegue deixar de ser miúdo até mesmo para a sua imagem que já é nacionalmente fraca.

Por isso, Lula é Lula e Ciro é Ciro. Cada qual com seu tamanho na história do Brasil.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Magda ferreira santos Posted on 9 de abril de 2020 at 18:21

    FALOU O CAGÃO FUJÃO!! CONCORRENDO COM O BOZO PELA COVARDIA!!

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: