29 de outubro de 2020
  • 20:55 Após cair nas pesquisas, Russomanno tira Bolsonaro de jingle
  • 18:08 Hacker de Moro tem acervo de conversas inéditas da Lava Jato e tenta fechar delação premiada
  • 17:27 Aécio fala em punição a quem não tomar vacina e bolsonaristas espinafram o ex-ídolo nas redes
  • 15:44 Bolsa derrete e dólar dispara. Este é o resultado das políticas adotadas por Guedes e Bolsonaro
  • 14:03 Bob Fernandes: Bolsonaro fez publicidade para Curso com assassino confesso e ataca vacina: Brasil, pária no mundo

Com Moro e Dallagnol desmoralizados e fora de combate, a Lava Jato se transformou num mula manca, mostrando que a operação que destruiu a economia brasileira e colocou Bolsonaro no governo, era um produto conjugado.

Como foi perdendo suas principais peças pelo caminho, hoje, a república de Curitiba não passa de um depósito de lixo produzido pelos próprios procuradores soterrados por denúncias de toda ordem.

A tentativa tola de promover uma ressurreição da Lava Jato é pífia, não tem mais serventia, saiu de moda e caiu em desuso, porque, de fato, nunca foi algo produzido pela justiça para o combate à corrupção, mas uma encomenda com vítimas pré-determinadas para mudar o cenário político no Brasil e colocá-lo numa zona de guerra, de cabeça para baixo e isolado do resto do mundo.

O califado de Curitiba, que hoje é só nostalgia, já teve muito poder. Agora, não se sustenta em cima das próprias pernas. Enquanto isso, Lula, o troféu almejado pela Lava Jato, avança com a bola dominada sobre o campo do adversário perdido.

Na soma total, a direita se fragmentou de tal forma que não há baba retórica que sirva de cola para o estágio de putrefação que a direita oitocentista provocou dentro do próprio reduto.

Cada dia que passa, esse quadro ganha cores mais vivas e, à medida que Lula avança, os brasileiros parecem puxar dos pulmões o Brasil que querem realizar.

Uma coisa é certa, o vento mudou completamente. A Globo não tem mais coragem de atacar Lula, Dilma ou o PT. A atmosfera de ódio perdeu muito a capilaridade, principalmente depois que o gabinete do ódio foi desbaratado, Moro e Bolsonaro entraram em rota de colisão e o fluxo da informação livre caminhou de maneira instantânea.

É nesse cenário que a esquerda começa a reconstruir suas bases, enquanto a direita tenta inutilmente se agarrar ao Brasil fazendão vendo o mundo repudiar e boicotar pesadamente esse retrocesso medieval.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

3 COMMENTS

  1. Dilma Scola Posted on 24 de setembro de 2020 at 12:59

    Infelizmente o povo brasileiro ainda não entendeu que o Brasil era uma potência ..

    Reply
  2. afonso Schroeder Posted on 24 de setembro de 2020 at 13:16

    Trumpp (EUA) e Bozó (BRASIL) dois excrementos nocivos a todo ocidente devem ser banidos de funções públicas. Para atingir os objetivos da traição usaram o chefão da quadrilha ex-juiz “Moro” laranja de alguns “empresários” para o serviço sujo. Tudo comprovado pela IINTERCEPT.

    Reply
  3. Gerson Posted on 24 de setembro de 2020 at 13:53

    Segundo as sagradas escrituras, há um tempo determinado para todo propósito nessa vida. Houve o tempo do propósito do “Clero Romano” chamar os “Cristãos de Hereges” na chamada “Santa Inquisição” Houve um propósito do presidente Adolf Hitler planejar o extermínio dos Judeus na Alemanha. Houve um tempo em que um tribunal julgou condenou e executou com morte por esquartejamento, um homem que apenas pedia justiça social enttre garimpeiros e donos de mineradoras de ouro, e que até mesmo os escravos tivesse participação no lucros. Houve um tempo sombrio em que um regime militar ditatorial tomou de assalto o Brasil para que não houvesse democracia e direiros iguais para todos, e por fim o tempo em que um partido socialista por ideologia com seus dois presidentes eleitos democraticamente pelo direito soberano do voto por quatorze anos,, foram excecrado, massacrado,discriminado e perseguidos políticamente e ideologicamente, por um tribunal de injustiça e de excessão formado por juízes, promotores,,desembargadores, ministros que incitaram uma grande parte da sociedade ao ódio, à violência e ao preconceito brutal, que resultou numa eleição anti-democrática colocando Jair Messias Bolsonaro, um presidente genocida, ditador, corrupto de orígem e de família no poder,,.com faixada de presidente da república.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: