18 de setembro de 2021
  • 12:11 Governo Bolsonaro é criticado pela ONU por esvaziar proposta contra vigilância ilegal
  • 10:15 Ana Paula do Vôlei, a bela bruxa da maçã envenenada
  • 09:12 Fachin cobra de Aras nova manifestação sobre denúncia contra Arthur Lira
  • 21:13 Técnicos do Ministério da Saúde ameaçam renúncia coletiva se Bolsonaro não recuar na vacinação de adolescentes
  • 18:29 Vídeo: Com a onda bolsonarista de ódio contra a China, o resultado é este: Homem joga bomba no consulado da China

Aquele auditório bolsonarista, com sua inibição mental, começa a juntar o tico com o teco e compreender que Bolsonaro é um gozador, um folgazão que debochou com a cara de todos eles e tem muitos minions soluçando depois da escolha de Aras para a PGR.

Na verdade, essa gente reflete o que assistimos nas redes sociais, Ministério Público, sobretudo os procuradores da lava Jato, que coroaram Bolsonaro porque eram bolsonaristas, como confessou Carlos Fernando dos Santos Lima, na Globo News, e a própria Globo que hoje usa Merval Pereira como sua voz exaltada, esquecendo-se que o grupo empresarial que domina a mídia no país foi o grande propagador tanto da república de Curitiba quanto da república da milícia.

Essas duas vertentes em que uma se inspirava na outra e arrancava calorosos aplausos do auditório, hoje se chocam e a parte da Lava Jato vira cangalha junto com o bolsonarismo com a bola nas costas que a república da milícia jogou nesses dois grupos.

O que se lê é o próprio berço do bolsonarismo, dentro e fora do Estado, com os nervos aflorados, condenando Bolsonaro. Alguns possuídos assumem que bancaram os otários, ao menos esses são mais honestos que os procuradores que fizeram de tudo para prostituir o MP no golpe contra Dilma e na prisão de Lula que, agora, fazem de conta que não arregaçaram as mangas e entraram em campo para eleger Bolsonaro, usando os golpes mais baixos não contra a Dilma ou Lula, mas contra a constituição.

Todos agora foram devorados pelo monstro da lagoa amazônica que, para livrar a sua cara dos esquemas de Queiroz, milícia e cia., Bolsonaro optou por seu instinto animal de atropelar seu cortejo e provocar revolta nacional de seu próprio gado, destroçando a lista tríplice que Lula e Dilma respeitaram.

 

*Por Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: