30 de novembro de 2020
  • 23:11 Cai a máscara do cínico: Moro será sócio de consultoria que administra a quebra da Odebrecht e da OAS
  • 20:17 A vitória de pirro da direita
  • 17:22 Por que o Ibope, sem justificativa, cancelou as pesquisas de boca de urna?
  • 15:54 A bela união das esquerdas já vale qualquer resultado
  • 13:18 Globo, que cresceu de braços dados com a ditadura, não aceita Lula por ter afrontado os ditadores

O que esses três, Wal do Açaí, Moro e Globo, têm em comum?

Bom, Wal do Açaí, todos se lembram, é a funcionária fantasma mais famosa de Bolsonaro, daí o seu batismo eleitoral pelo próprio clã de Wal Bolsonaro, tal o prestígio que ela goza na casa 58 do Seu Jair.

Wal Bolsonaro obteve, em sua candidatura a vereadora em Angra dos Reis míseros 266 votos. Isso mesmo, o presidente da República, com sua popularidade às avessas, conseguiu esse feito, meter-se em candidaturas de vereadores e prefeitos e ter um resultado vexatório em todo o país. Mas, nos caso da Wal, chamar de vexame, é elogiar Bolsonaro.

Mas onde entram Moro e Globo nessa história? Bom, acho que todos sabem, Moro é aquele juiz particular da Globo que protagonizou o folhetim Lava Jato dirigido pelo império dos Marinho para devolver o poder aos tucanos derrotados consecutivamente quatro vezes pelo PT, com Lula e Dilma. Mas a coisa talhou, Alckmin chafurdou na sua candidatura, Aécio, o parceiro de Moro, Cunha e Temer no golpe contra Dilma, com o apoio da Globo, foi pego com malas de dinheiro de corrupção e o PSDB virou pó.

Moro, por sua vez, já havia costurado, através de Paulo Guedes, um acordo com Bolsonaro para trocar a cabeça de Lula, que venceria a eleição no primeiro turno, por uma super pasta da Justiça e da Segurança Pública. O resto dessa história, todos já sabem.

A Globo, entre apoiar um fascista ou deixar o PT voltar ao poder, mesmo com Haddad, optou por mergulhar de cabeça na campanha de Bolsonaro.

Agora, vemos Cesar Tralli, o principal arquiteto da armação dos aloprados contra Lula, gozando Bolsonaro pelo fracasso nas eleições, mas particularmente no caso da Wal do Açaí, como se ele, a Globo e Moro não tivessem marchado juntos com o tutor da Wal para que essa figura inclassificável chegasse à presidência da República e produzisse essa tragédia no país.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whastapp: https://chat.whatsapp.com/FDoG2xe9I48B3msJOYudM8

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: